Homem morto a tiros fazia panfletagem na Cidade Velha

21 de setembro de 2018 at 06:37

Homem morto a tiros fazia panfletagem na Cidade Velha (Foto: Antônio Melo/Diário do Pará)

(Foto: Antônio Melo/Diário do Pará)

Um homem foi morto a tiros na noite desta quinta-feira (20) na rua do Arsenal, em frente ao Hospital Naval de Belém, no bairro da Cidade Velha.

A vítima é Maurício Sérgio Souza Dias, de 22 anos. Ele estava panfletando de bicicleta, quando foi surpreendido por dois homens em uma moto. Eles efetuaram um disparo apenas uma vez contra o rosto da vítima.

De acordo com a Polícia Militar, Maurício Dias já possuía ficha criminal.

Ele era conhecido na área do Segundo Batalhão da PM e, recentemente, havia participado de um assalto com refém.

A Divisão de Homicídios e peritos do Renato Chaves estiveram no local.

(Com informações de Tâmela Almeida/RBA TV)

Malas com dólares e relógios de luxo são apreendidas com filho de ditador africano em aeroporto de SP

16 de setembro de 2018 at 08:24

Delegação chegou em aeronave do governo ao aeroporto de Campinas (SP), mas não estava em missão oficial. Foram apreendidos em uma mala US$ 1,4 milhão e R$ 55 mil. Em outra mala, cerca de 20 relógios avaliados em US$ 15 milhões.

Agentes da Polícia Federal e da Receita Federal aprenderam US$ 1,4 milhão e R$ 55 mil em dinheiro, e cerca de 20 relógios avaliados em US$ 15 milhões com membros de uma comitiva da Guiné Equatorialque chegou ao Brasil nesta sexta-feira (14), no Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP). O vice-presidente do país, Teodoro Obiang Mang, estava no voo.

O dinheiro e os relógios estavam em duas malas, segundo o depoimento de um agente que participou da operação. No total, a delegação carregava 19 malas, além da bagagem diplomática, mas o conteúdo das demais não foi informado.

A Polícia Federal diz que o caso está sob sigilo diplomático e a Receita Federal também não comenta o caso. Em nota, o Itamaraty informa que “se manteve em coordenação permanente com a Receita Federal e a Polícia Federal no acompanhamento do caso, inclusive quanto à adoção das medidas cabíveis”.

A reportagem também tem tentado contado desde a noite de sexta-feira com a embaixada do Brasil na Guiné Equatorial, sem sucesso.

Em depoimento à Polícia Federal, o secretário da Embaixada da Guiné Equatorial explicou que o filho do ditador veio ao Brasil para tratamento médico, e que o US$ 1,4 milhão em uma das malas seria utilizado em missão oficial posterior, com destino a Singapura. Sobre os relógios, o secretário informou que seriam de uso pessoal de Teodoro Obiang Mang.Relógio cravejado de diamantes foi apreendido nas malas não diplomáticas do vice-presidente da Guiné Equatorial — Foto: Divulgação

Relógio cravejado de diamantes foi apreendido nas malas não diplomáticas do vice-presidente da Guiné Equatorial — Foto: Divulgação

O avião, pertencente ao governo da Guiné Equatorial, chegou a Viracopos na sexta-feira à tarde vindo de Malabo, capital do país. Além do vice-presidente do país, 10 pessoas estavam a bordo. Embora trouxesse uma autoridade do governo do país africano, o voo não era uma missão diplomática oficial.

Em missões oficiais, as chamadas malas diplomáticas – que contêm documentos e objetos de uso oficial do país de origem – não podem ser fiscalizadas no destino. A aeronave da Guiné Equatorial, entretanto, trazia um conjunto de 19 malas não diplomáticas, que não possuem essa proteção.

Quando agentes da Receita e da PF tentaram analisar o conteúdo dessas 19 malas, seguranças que estavam no voo tentaram impedir. Houve confusão. Membros da comitiva foram levados para prestar esclarecimentos às autoridades brasileiras, mas o vice-presidente foi liberado do procedimento.

Teodorín, como é conhecido Teodoro Obiang Mang, é filho do ditador Teodoro Obiang Nguema Mbasogo, há 38 anos no poder. Ele esteve no Brasil em 2015, quando a escola de samba Beija Flor, do Rio de Janeiro, fez um desfile em homenagem à Guiné Equatorial.

Filho de ditador da Guiné Equatorial (de azul) acompanha desfile da Beija-Flor sobre o país  — Foto: Daniel Marenco/FolhapressFilho de ditador da Guiné Equatorial (de azul) acompanha desfile da Beija-Flor sobre o país  — Foto: Daniel Marenco/Folhapress

Filho de ditador da Guiné Equatorial (de azul) acompanha desfile da Beija-Flor sobre o país — Foto: Daniel Marenco/Folhapress

–:–/–:–

Em Bragança, crianças são acorrentadas por familiares para que não usem drogas

16 de setembro de 2018 at 07:44

Dois irmãos gêmeos, de 10 anos, foram acorrentados por familiares, na cidade de Bragança, nordeste paraense. Os meninos foram encontrados na sexta-feira (14).

As informações foram confirmadas pela Polícia Civil. A alegação é que os dois precisaram ser acorrentados devido ao envolvimento com entorpecentes.

Segundo as mesmas informações que a Polícia Civil confirmou, os gêmeos estavam fugidos de casa há três dias e a atitude extrema foi tomada com o objetivo de evitar que fugissem novamente.

Os menores já estavam sendo acompanhados pelo Conselho Tutelar do município.

(DOL)

Wladimir Costa e Mário Couto têm candidaturas indeferidas pelo TRE

16 de setembro de 2018 at 07:39

Wladimir Costa e Mário Couto têm candidaturas indeferidas pelo TRE (Foto: Divulgação)

(Foto: Divulgação)

Os candidatos ao senado federal Mário Couto, do PP, e Wladimir Costa, do Solidariedade, tiveram as candidaturas indeferinas neste sábado (15) pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Com a decisão, ambos terão os nomes retirados das urnas de votação.

Além disso, tanto Mário Couto quanto Wladimir Costa ficam impedidos de realizar atos de campanha, propaganda eleitoral e utilizar recursos públicos do fundo partidário para campanha.

Ambos poderão recorrer da decisão.

(DOL)

Incêndio destrói casas na Vila da Barca

12 de setembro de 2018 at 11:39

Incêndio destrói casas na Vila da Barca (Foto: Wagner Almeida/Diário do Pará)

(Foto: Wagner Almeida/Diário do Pará)

Um incêndio de grandes proporções destruiu cerca de 20 casas na Vila da Barca, no bairro do Telégrafo, em Belém. Famílias perderam tudo em questão de minutos. As causas do incêndio permanecem desconhecidas e devem ser investigadas através de perícia.

Segundo o Ciop, a maioria das casas atingidas eram de madeira e o incêndio começou por volta das 23h, de ontem (11). Foram necessários mais de três caminhões dos bombeiros para ajudar no combate ao incêndio; ao todo, foram mobilizados 35 homens e sete viaturas. Após duas horas de trabalho, as chamas foram controladas.

Populares ajudaram como podiam, carregando baldes d’água e ajudando a guiar as mangueiras dos bombeiros, já que o local onde o incêndio começou era de difícil acesso e os caminhões não tinham como entrar.

“Provavelmente de 15 a 20 casas foram queimadas, o incêndio começou por volta de 23h30, chegamos e a primeira viatura avançou e automaticamente as outras de apoio já vieram na retaguarda para dar apoio. Entendemos o sentimento de ajuda dos populares, mas eles acabam dificultando o trabalho dos Bombeiros, até por causa da fiação elétrica e outras coisas que podem colocar a integridade deles em risco. No entanto e apesar do incêndio ter sido de grandes proporções, graças a Deus conseguimos controlar o incêndio”, disse o Coronel Nobre do Corpo de Bombeiros.

Imagens no momento do incêndio (Fotos: Wagner Almeida)

Populares foram amparados por parentes e vizinhos. Apesar da tragédia ter grandes proporções, ninguém morreu. Apenas duas pessoas ficaram feridas com queimaduras leves e foram socorridas pelas ambulâncias dos bombeiros.

DOAÇÕES

As famílias que perderam seus pertences no incêndio precisam de doações de roupas, produtos de limpeza, comida, material de construção.

As doações podem ser feitas na associação de moradores da Vila da Barca, que fica localizada na Rua Prof. Nelson Ribeiro, 66 – Telégrafo, Belém – PA, 66113-075.

Telefones: Ariane Barbosa- 998036119 / Gerson Bruno: 983057629/  Inês Medeiros : 9837-6349

(DOL)

Pesquisa Ibope: Bolsonaro, 26%; Ciro, 11%; Marina, 9%; Alckmin, 9%; Haddad, 8%

11 de setembro de 2018 at 19:23

Alvaro Dias, Amoêdo e Meirelles têm 3% cada um; Vera e Cabo Daciolo, 1% cada; Boulos, Goulart e Eymael, 0%; brancos e nulos são 19%; 7% não sabem ou não responderam.

Por G1, Brasília

O Ibope divulgou nesta terça-feira (11) o resultado da mais recente pesquisa de intenção de voto na eleição presidencial. Os resultados foram os seguintes:

  • Jair Bolsonaro (PSL): 26%
  • Ciro Gomes (PDT): 11%
  • Marina Silva (Rede): 9%
  • Geraldo Alckmin (PSDB): 9%
  • Fernando Haddad (PT): 8%
  • Alvaro Dias (Podemos): 3%
  • João Amoêdo (Novo): 3%
  • Henrique Meirelles (MDB): 3%
  • Vera (PSTU): 1%
  • Cabo Daciolo (Patriota): 1%
  • Guilherme Boulos (PSOL): 0%
  • João Goulart Filho (PPL): %
  • Eymael (DC): 0%
  • Branco/nulos: 19%
  • Não sabe/não respondeu: 7%

Evolução da intenção de voto

Compare a intenção de voto nos candidatos que ocupam as seis primeiras posições da pesquisa em relação aos levantamentos anteriores:

Pesquisas Ibope / eleição presidencial 2018
Percentuais de intenção de votoJair Bolsonaro (PSL)Ciro Gomes (PDT)Marina Silva (Rede)Geraldo Alckmin (PSDB)Fernando Haddad (PT)Alvaro Dias (Podemos)17-19ago1-3set8-10set051015202530

1-3set
● Alvaro Dias (Podemos): 3
Fonte: Ibope

Simulações de 2º turno

  • Ciro 40% x 37% Bolsonaro (branco/nulo: 18%; não sabe/não respondeu: 4%)
  • Alckmin 38% x 37% Bolsonaro (branco/nulo: 21%; não sabe/não respondeu: 4%)
  • Bolsonaro 38% x 38% Marina (branco/nulo: 20%; não sabe/não respondeu: 4%)
  • Haddad 36% x 40% Bolsonaro (branco/nulo: 19%; não sabe/não respondeu: 5%)

Rejeição

O Ibope também mediu a taxa de rejeição (candidatos nos quais o eleitor diz que não votará de jeito nenhum). Nesse item, os entrevistados puderam escolher mais de um nome. Veja os índices:

  • Bolsonaro: 41%
  • Marina: 24%
  • Haddad: 23%
  • Alckmin: 19%
  • Ciro: 17%
  • Meirelles: 11’%
  • Cabo Daciolo: 11%
  • Eymael: 11%
  • Boulos: 11%
  • Vera: 11%
  • Amoêdo: 10%
  • Alvaro Dias: 9%
  • João Goulart Filho: 8%
  • Poderia votar em todos: 2%
  • Não sabe/não respondeu: 11%

Evolução da rejeição

Compare a taxa de rejeição dos candidatos que ocupam as seis primeiras posições em relação aos levantamentos anteriores do Ibope:

Taxa de rejeição / candidatos a presidente 2018
Percentual de rejeiçãoJair Bolsonaro (PSL)Marina Silva (Rede)Ciro Gomes (PDT)Geraldo Alckmin (PSDB)Fernando Haddad (PT)Alvaro Dias (Podemos)17-19ago1-3set8-10set01020304050

1-3set
● Alvaro Dias (Podemos): 13
Fonte: Ibope

Sobre a pesquisa

  • Margem de erro: 2 pontos percentuais para mais ou para menos
  • Entrevistados: 2.002 eleitores em municípios
  • Quando a pesquisa foi feita: de 8 a 10 de setembro
  • Registro no TSE: BR-05221/2018
  • Nível de confiança: 95%
  • Contratante da pesquisa: Ibope Inteligência

Eleições 2018: O grande Órfão e o Olho Gordo

6 de setembro de 2018 at 16:40

E o Campeonato Brasileiro do Poder vai começar oficialmente com o início do Horário Eleitoral Gratuito e, aqui no Pará, promete ser emocionante com certeza de segundo turno e grandes possibilidades do quadro pré-eleitoral, no mínimo, estremecer no decorrer do processo. Basicamente o embate inicial é o de manter a conjuntura atual, como uma garrafa térmica bem fechada, evitando ao máximo a transferência de “calor”, tarefa do time favorito, ou abrir esse vaso de Dewar o mais rápido possível, incumbência dos seus adversários. Como típico brasileiro atrevido, farei minha singela e desapaixonada análise dessa democrática competição, num precioso intervalo escolar, no meu saudoso tempo de criança, chamado de recreio.

O time grande, mais forte, é o do craque Helder Barbalho, mais famoso, treinando a muito tempo, experiente e, pasmem, até para muitos adversários é imbatível, já ganhou, tendo apenas que ter um metabolismo político forte e assimilar as pancadas, que serão muitas, para chegar ao título. Ora, se desde a Roma Antiga, antes de Cristo, o escritor Cícero já dizia que uma das receitas para ganhar eleições é a de levantar, contra seus adversários, suspeitas negativas, envolvendo crimes, vícios e corrupção, não precisa ser um grande técnico pra saber onde o time vai ser atacado. Então, faz a retranca, vai só de boa no contra-ataque e bora correr pro abraço, diria em alto e bom som um torcedor do gigante 15 do norte.

A otimista comissão técnica do PT de Paulo Rocha vê a possibilidade de crescimento, na esteira do debate presidencial, com a potencialização da candidatura de Fernando Hadad. Ora, se Lula conseguir transferir votos, mesmo por osmose, para seu candidato ao Planalto, é obvio que o mesmo ocorrerá para com os candidatos regionais, principalmente dos estados do Norte/Nordeste, onde o sapo barbudo trancafiado lidera as pesquisas de intenção de votos. Aí mano, se o time vermelho chegar na decisão contra Helder, leva vantagem, nem tanto pelo índice de rejeição, parecido com o do adversário, mas pelo palanque presidencial que terá, com Hadad, Ciro ou Marina; já o MDBista, além do ônus do golpista Michel Temer, estará órfão ou em casa de estranho, casa de tucano. Jogo duro, mas é nós, é 13 de Rocha, sussurraria sem alarde um petista.

O time de melhor hino (jingle), do 25 Márcio Miranda (vejam bem, não é 45), é o mais ansioso para entrar em campo – lê-se, horário eleitoral gratuito –, pois sendo desconhecido para uma significativa parcela do povo paraense, com uma razoável base eleitoral e tempo de televisão, tem a surpresa como aliada e a argumentativa do “novo”. A esperançosa comissão técnica diz na preleção:  – É claro que vamos crescer na tabela de classificação, pois temos o menor índice de rejeição, ficha limpa e, principalmente, podemos surfar nas boas ações do governo do padrinho “Simão”, sem absorver a rejeição do governador Jatene, pois somos Democratas. Agora, chegando na final contra o Helder, vamos ter o reforço do Alckmin presidente, enquanto o nosso adversário estará órfão, pois não será aceito no palanque de quem o chama de golpista, ou não será louco de se abraçar a Jair “Louco” Bolsonaro no segundo turno, hipótese essa cada vez mais remota com o avançar do debate eleitoral. Batalha de cachorro grande, mas por saúde e segurança, ganha o médico e militar.

Eras, se as análises dessa turma do olho gordo tiverem eira, o ex-ministro terá que jogar muita bola e não menosprezar nenhum reforço para evitar que dê zebra na final e, antes de mais nada, garantir sua vaga.

Já o pequeno, mas barulhento, time do Psol tá no campeonato pra ganhar cancha e acumular para a candidatura de Úrsula Vidal à prefeitura da capital, inclusive com boa possibilidade da bela e leve jornalista se eleger senadora da república na complexidade do segundo voto, mas isso é papo pra outo intervalo de recreio. Fui.

 PROFESSOR Elson Silva

 

 

Eleições 2018: Bolsonaro interrompe ato de campanha após ser esfaqueado em Juiz de Fora, diz PM

6 de setembro de 2018 at 16:35

Folha  de São Paulo

Em campanha na cidade de Juiz de Fora (MG), o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) foi atingido por uma pessoa com uma faca na mão, segundo a Polícia Militar. O candidato estava sendo carregado por apoiadores e foi retirado do ato.

“Não sabe a gravidade ainda ou o que está acontecendo”, disse o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidenciável.

Já o presidente Michel Temer usou as redes sociais para rebater as críticas que vem recebendo do candidato do PSDB à Presidência, Geraldo Alckmin.

Com um tom irritado, pontuado por ironias, Temer disse que o tucano diz “falsidades” e vinculou aliados do ex-governador tucano à administração emedebista.

Enquanto isso, o MDB nos estados vai abandonando a candidatura do presidenciável Henrique Meirelles, que não decola nas pesquisas eleitorais. Levantamento divulgado nesta quarta-feira (5) pelo Ibopemostra Bolsonaro à frente, com triplo empate técnico entre Ciro Gomes (PDT), Marina Silva (Rede) e Geraldo Alckmin (PSDB).

O presidenciável do PSOL, Guilherme Boulos, será o terceiro entrevistado da série de sabatinas promovida por Folha, UOL e SBT nesta quinta-feira (6). Entre os dias 10 e 14, serão sabatinados os presidenciáveis Alvaro Dias (Podemos), Geraldo Alckmin (PSDB), Cabo Daciolo (Patriota), Henrique Meirelles (MDB) e Jair Bolsonaro (PSL). Acompanhe aqui a sabatina.

  • 16h096.set

    Bolsonaro interrompe ato de campanha após ser esfaqueado, diz PM

    Em campanha na cidade de Juiz de Fora (MG), o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) foi atingido por uma pessoa com uma faca na mão, segundo a Polícia Militar. O candidato estava sendo carregado por apoiadores e foi retirado do ato.

    “Não sabe a gravidade ainda ou o que está acontecendo”, disse o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidenciável.

    O candidato foi encaminhado para a Santa Casa de Juiz de Fora. Segundo a PM, um suspeito foi detido, mas ainda não foi identificado.

    Divulgação
    Bolsonaro interrompe ato de campanha após ser esfaqueado, segundo PM. A imagem está circulando em um grupo de WhastApp pró-candidato do PSL
    Bolsonaro interrompe ato de campanha após ser esfaqueado, segundo PM. A imagem está circulando em um grupo de WhastApp pró-candidato do PSL

    Flavio, outro filho do candidato, disse que o caso não é grave e pede orações.

  • 16h046.set

    Veja novo vídeo da campanha de Alvaro Dias

  • 14h086.set

    Pastor ‘da irmã Marina Silva’ defende candidata e rebate Malafaia

    O pastor Hadman Daniel usou culto da Assembleia de Deus do Novo Dia para sair em defesa de Marina Silva, descrita por ele como “mulher de oração, crente, serva de Deus e temente ao Senhor”. A presidenciável da Rede frequenta a instituição, em Brasília, presidida pelo líder religioso.

    Sem citar nomes, Hadman afirmou que “tem muita gente” no meio evangélico falando “muita coisa e questionando o caráter da irmã Marina Silva”.

    Até agora, o principal ataque que a candidata sofreu de seus pares nesta eleição veio do pastor Silas Malafaia, da Assembleia de Deus Vitória em Cristo.

    Em vídeo divulgado no fim de junho, ele pregou que cristãos não votem nela e se disse arrependido de tê-la apoiado em 2014 —agora, está alinhado com Jair Bolsonaro (PSL).

    “Pastor da irmã Marina Silva sou eu”, disse Hadman repetidas vezes durante o culto. “Você pode não concordar com o plano de governo dela. Isso é com você. Mas não diga que ela não é mulher de Deus, porque eu caminho com ela.”

    A intenção da fala era “fazer uma colocação para pastores grandes, de igrejas muito maiores do que esta que eu pastoreio, pastores que têm alcance nacional, que têm acesso a televisão e a rádio”.

    Num recado aparentemente dirigido a Malafaia, ele afirmou: “Queridão, você não conhece a irmã Marina Silva. Eu conheço e você não. Então não fale dela. Não fale do que você não sabe”.

    No ataque de junho, Malafaia reclamou da proposta de Marina de considerar plebiscitos sobre aborto e descriminalização das drogas.

    O vídeo do pastor Hadman começou a circular em redes sociais nos últimos dias e teria sigo gravado em agosto. A Folha procurou o pastor e a igreja, mas não conseguiu contato.

    No discurso, o líder da igreja de Marina disse ainda que não estava pedindo votos para ela. “Você vota em quem quiser. É uma questão de consciência sua. Se você não concorda com o plano de governo dela, ache outra desculpa, mas não a acuse de não ser mulher de Deus.” (Joelmir Tavares)

  • 13h196.set

    Justiça Eleitoral solicita que Maroni retire do ar propaganda que ofende a mulher

    O MPE-SP (Ministério Público Eleitoral de São Paulo) ingressou com uma representação contra o empresário e candidato a deputado federal Oscar Maroni Filho, do Pros.

    O órgão entendeu que os vídeos de sua propaganda eleitoral veiculados em redes sociais fazem apologia à prostituição, expõe as mulheres como mercadorias e em situação degradante, além de Oscar mencionar seus estabelecimentos.

    O MPE solicita a retirada imediata dos vídeos do ar e que o candidato seja proibido de divulgar e publicar esses materiais. (Patrícia Pasquini)

    Leia mais

  • 13h116.set

    Após cinco meses no limbo, inquérito sobre Alckmin chega à promotoria eleitoral

    O inquérito que apura suposto caixa dois a Geraldo Alckmin (PSDB) delatado pela Odebrecht chegou nesta quinta-feira (6) à Promotoria eleitoral da capital paulista. Os autos passaram cinco meses em um limbo jurídico.

    Quando o tucano renunciou ao Governo de São Paulo para disputar a Presidência, em abril, perdeu o foro especial. Desde então, o processo estava em trânsito.

    Nesta quinta, o promotor da primeira zona eleitoral de São Paulo Luiz Henrique Dal Poz recebeu os autos com um pedido de compartilhamento.

    O Ministério Público paulista havia pedido o compartilhamento quando a Procuradoria-Geral da República, que tocava o caso no Superior Tribunal de Justiça enquanto Alckmin era governador, decidiu encaminhar o caso à esfera eleitoral.

    Com a decisão, o tucano saiu da mira imediata da Operação Lava Jato. (Thais Bilenky)

  • 13h066.set

    Temer agora rebate acusações do PT e diz que Haddad ‘inventa coisas de sua cabeça’

    Depois de tentar vincular Geraldo Alckmin (PSDB) a seu governo, o presidente Michel Temer gravou um novo vídeo em que se defende daqueles que o chamam de “golpista” e acusa Fernando Haddad (PT) de “inventar as coisas da sua própria cabeça”.

    “Quero recomendar a você, quando você e seus companheiros me chamam de ‘golpista’, […] eu quero que você leia a Constituição, Haddad”, diz o presidente na gravação. “Quando um presidente é impedido, o vice-presidente constitucionalmente assume.”

    O vídeo, noticiado pela coluna Painel, deve ser divulgado pelo Palácio do Planalto na tarde desta quinta (6).

    “Hoje, Haddad, ninguém quer cumprir a Constituição. […] As pessoas querem fazer o que você está fazendo: ou seja, inventar as coisas da sua própria cabeça”, afirma Temer. “Não diga isso, Haddad, não combina com você.”

    O objetivo do presidente com este capítulo de suas gravações na campanha eleitoral é se contrapor às críticas feitas pelo PT a seu governo e, no futuro, vincular sua atuação política aos governos Lula e Dilma Rousseff.

    No vídeo, Temer ironiza a candidatura de Haddad. “Você […] pode ser candidato a vice-presidente ou candidato a presidente da República… Não sei bem como serão as coisas”, declara, em referência à provável substituição de Lula na chapa petista.

    O presidente ainda rebate críticas do PT à reforma trabalhista, sancionada em seu governo. “Um outro ponto que eu recomendo também na leitura da Constituição, até indico o artigo para você, Haddad, é o artigo 7º, que tem um longo elenco de medidas protetoras do trabalhadores. Não adianta você dizer que nós tiramos direitos dos trabalhadores, porque está na Lei Maior.”

    Temer encerra com um recado ao petista sobre esses ataques: “Tome cuidado, Haddad. Tenha cuidado”. (Bruno Boghossian)

  • 10h426.set

    ‘Não votei em Temer’, diz Alckmin

    Durante a sabatina Estadão-Faap realizada nesta quinta-feira (6), o presidenciável Geraldo Alckmin citou Michel Temer logo no início.

    Em resposta aos vídeos em que o presidente Michel Temer (MDB) o ataca e o vincula ao seu governo, o presidenciável Geraldo Alckmin disse que “o problema do governo Temer não são os ministros, mas o presidente, que não tem liderança nem legitimidade”.

    O presidente acusou Alckmim de ser injusto com as siglas que apoiam seu partido na campanha presidencial.

    Na gravação, divulgada nesta quarta-feira(5), Temer vincula integrantes dos partidos do centrão que estão associados ao tucano e participaram de seu governo.

    Alckmin ainda disse não ter votado em Temer. “Não votei nele. Ele é da chapa da Dilma. Foi vice da Dilma, e reincidente, duas vezes”, disse, para brincar posteriormente: “o presidente Temer está de mal comigo.” (Guilherme Seto)

  • 10h286.set

    TSE aprova registro de candidatura de Bolsonaro

    O TSE aprovou na manhã desta quinta-feira (6) o registro de candidatura de Jair Bolsonaro (PSL) à Presidência da República.

    O pedido havia sido contestado por um advogado, que alegou que, por ser réu no STF, Bolsonaro não poderia ocupar a Presidência. Ele responde a um processo por injúria e apologia ao estupro.

    No entanto, por unanimidade, os ministros entenderam que ele se enquadra nos quesitos de elegibilidade. A lei da Ficha Limpa barra políticos condenados, não réus.

    Agora, 12 dos 13 candidatos à Presidência que pediram registros ao TSE estão oficialmente na corrida eleitoral. A única candidatura indeferida é do ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva. Seus advogados recorrem da decisão da corte. (Letícia Casado)

  • 9h256.set

    Temer quer resposta imediata a todo ataque que considerar oportunista

    O presidente Michel Temer disse a assessores que não vai deixar sem resposta nenhum ataque que considerar oportunista.

    Depois de divulgar dois vídeos na noite de quarta-feira (5) e na manhã desta quinta (6) mostrando a relação dos aliados de Geraldo Alckmin (PSDB) com o seu governo, Temer vai esperar a reação da campanha tucana.

    Reservadamente, um aliado do tucano disse que, impopular, Temer é o melhor adversário e que a ideia é atacar.

    Segundo o marqueteiro do MDB e do Planalto, Elsinho Mouco, a ordem do presidente é que nenhum ataque fique sem resposta.

    “Ataque político é ataque político. Ataque oportunista, falso, terá resposta na hora. Assim deliberou o presidente”, disse o marqueteiro. (Daniel Carvalho)

  • 8h266.set

    Guilherme Boulos participa nesta quinta da sabatina de Folha, UOL e SBT com presidenciáveis

    O candidato do PSOL à Presidência da República, Guilherme Boulos, é o entrevistado desta quinta (6) da série de sabatinas promovida por Folha, o UOL e o SBT.

    A ordem determinada foi por sorteio. Os primeiros entrevistados foram Ciro Gomes (PDT) e Marina Silva (Rede). Nesta quarta (5), o espaço estava reservado ao PT, cujo candidato, Luiz Inácio Lula da Silva, está preso em Curitiba.

    Entre os dias 10 e 14, serão sabatinados os presidenciáveis Alvaro Dias (Podemos), Geraldo Alckmin (PSDB), Cabo Daciolo (Patriota), Henrique Meirelles (MDB) e Jair Bolsonaro (PSL).

    Clique aqui para acompanhar a sabatina

    Karime Xavier – 20.ago.2018/Folhapress
    O presidenciável do PSOL, Guilherme Boulos, durante entrevista na sede do partido em São Paulo
    O presidenciável do PSOL, Guilherme Boulos, durante entrevista na sede do partido em São Paulo

Pesquisa Ibope: Bolsonaro, 22%; Marina, 12%; Ciro, 12%; Alckmin, 9%; Haddad, 6%

6 de setembro de 2018 at 00:53

Alvaro Dias e Amoêdo têm 3% cada um, e Meirelles, 2%. Boulos, Vera e João Goulart Filho registraram 1% cada um. Cabo Daciolo e Eymael não atingiram 1%. Levantamento foi feito entre os dias 1 e 3 de setembro e ouviu 2002 eleitores. Margem de erro é de 2 pontos.

Por G1, Brasília

O Ibope divulgou nesta quarta-feira (5) o resultado da mais recente pesquisa de intenção de voto na eleição presidencial.

Sobre esse levantamento, o Ibope divulgou a seguinte nota:

“Como informado ontem, na pesquisa de intenção de votos realizada entre os dias 1 e 3 de setembro, para seguir as decisões decorrentes do indeferimento da candidatura de Luiz Inácio Lula da Silva, que proibiram, entre outras coisas, que o ex-presidente participasse, como candidato, de atos de campanha, o Ibope deixou de aplicar o questionário em que o nome de Lula aparecia como postulante ao cargo de presidente da República, como constava do registo da pesquisa feito no TSE.

O instituto pesquisou apenas o cenário em que o nome de Fernando Haddad, candidato a vice-presidente pelo PT, aparecia juntamente com os candidatos que pediram registro.

O Ibope indagou ao TSE se este procedimento estava correto.

Em sua decisão de hoje, o ministro Luiz Felipe Salomão explicou que, segundo a lei, o TSE está impedido de responder a consultas como essa durante o período eleitoral.

Diante disso, e convicto de que agiu de boa fé e dentro da lei, e, ainda, no intuito de não privar o eleitor de informações relevantes sobre a situação atual das intenções de voto na eleição presidencial, o Ibope decidiu liberar os resultados da pesquisa para divulgação, decisão que contou com o apoio dos contratantes TV Globo e o ‘Estado de S.Paulo’.”

Vamos aos números:

  • Jair Bolsonaro (PSL): 22%
  • Marina Silva (Rede): 12%
  • Ciro Gomes (PDT): 12%
  • Geraldo Alckmin (PSDB): 9%
  • Fernando Haddad (PT): 6%
  • Alvaro Dias (Podemos): 3%
  • João Amoêdo (Novo): 3%
  • Henrique Meirelles (MDB): 2%
  • Guilherme Boulos (PSOL): 1%
  • Vera (PSTU): 1%
  • João Goulart Filho (PPL): 1%
  • Cabo Daciolo (Patriota): 0%
  • Eymael (DC): 0%
  • Branco/nulos: 21%
  • Não sabe/não respondeu: 7%

A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal “O Estado de S.Paulo”. É o segundo levantamento do Ibope realizado depois da oficialização das candidaturas na Justiça Eleitoral e o primeiro depois que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) barrou a candidatura de Lula.

No levantamento anterior, feito de 17 a 19 de agosto, os percentuais de intenção de voto no cenário em que o candidato do PT é Haddad foram os seguintes: Bolsonaro, 20%; Marina, 12%; Ciro, 9%; Alckmin, 7%; Haddad, 4%; Alvaro Dias, 3%; Eymael, 1%; Boulos, 1%; Meirelles, 1%; Amoêdo, 1%; Cabo Daciolo, 1%; Vera, 1%; João Goulart Filho, 1%; Branco/nulos: 29%; Não sabe/não respondeu: 9%.

Sobre a última pesquisa

  • Margem de erro: 2 pontos percentuais para mais ou para menos
  • Quem foi ouvido: 2.002 eleitores
  • Quando a pesquisa foi feita: 1 a 3 de setembro
  • Registro no TSE: BR‐05003/2018
  • nível de confiança utilizado é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem o atual momento eleitoral, considerando a margem de erro
  • 0% significa que o candidato não atingiu 1%. Traço significa que o candidato não foi citado por nenhum entrevistado

Simulações de 2º turno

  • Ciro 44% x 33% Bolsonaro (branco/nulo: 19%; não sabe/não respondeu: 4%)
  • Alckmin 41% x 32% Bolsonaro (branco/nulo: 23%; não sabe/não respondeu: 4%)
  • Bolsonaro 33% x 43% Marina (branco/nulo: 20%; não sabe/não respondeu: 3%)
  • Haddad 36% x 37% Bolsonaro (branco/nulo: 22%; não sabe/não respondeu: 5%)

Rejeição

O Ibope também mediu a taxa de rejeição (o eleitor deve dizer em qual dos candidatos não votaria de jeito nenhum). Nesse item, os entrevistados puderam escolher mais de um nome. Veja os índices:

  • Bolsonaro: 44%
  • Marina: 26%
  • Haddad: 23%
  • Alckmin: 22%
  • Ciro: 20%
  • Meirelles: 14%
  • Cabo Daciolo: 14%
  • Eymael: 14%
  • Alvaro Dias: 13%
  • Boulos: 13%
  • Vera: 13%
  • Amoêdo: 12%
  • João Goulart Filho: 11%
  • Poderia votar em todos: 1%
  • Não sabe/não respondeu: 10%

Observações: os entrevistados podem citar mais de um candidato, portanto os resultados somam mais de 100%; não é possível comparar os resultados desta pergunta com os da rodada anterior, já que Lula não constou como opção de resposta porque sua candidatura foi indeferida.

Nota do Datafolha

O instituto Datafolha divulgou a seguinte nota:

“O Datafolha cancelou registro de pesquisa eleitoral nacional, que seria realizada de 4 a 6 de setembro, devido à impugnação da candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, do PT, pelo Tribunal Superior Eleitoral.

O registro da pesquisa para presidente da República, de código BR-02553/2018 foi feito na sexta-feira, dia 31, antes do término da votação do TSE que vetou a canidatura de Lula na madrugada de sábado, dia 1º.

Como o questionário contemplava cenário com o nome do candidato impedido, o instituto decidiu não aplicá-lo.

O Datafolha registrou nova pesquisa, que deverá ser realizada e divulgada na segunda-feira, dia 10.”

Datafolha divulga nota sobre pesquisa de intenção de voto na eleição presidencial
Jornal Nacional

Jornalista paraense é assassinada a facadas pelo ex-marido em Marabá

6 de setembro de 2018 at 00:42

Jornalista paraense é assassinada a facadas pelo ex-marido em Marabá (Foto: )

imone Aparecida Pereira, de 35 anos, foi assassinada a facadas na tarde desta quarta-feira (05), na Folha 33, Quadra 29, Lote 17, em Nova Marabá. O principal suspeito do crime é seu ex-marido, Leandro Gomes Nascimento, com quem tinha dois filhos.

Segundo as investigações da Polícia Militar, Leandro chegou a bater na porta da casa da vítima, onde ela estava com o atual namorado. No momento em que o namorado abriu a porta, o suspeito entrou, pegou a faca e efetuou vários golpes em Simone, que morreu na hora.

Poucas horas antes do crime, Simone havia feito uma publicação em sua conta do facebook onde aparecia com Leandro e os filhos no desfile da independência da escola das crianças.

Uma guarnição da Polícia Militar, comandada pelo cabo Barros, esteve no local do crime. “Nós fomos informados de que havia acontecido um esfaqueamento. Chegando ao local a gente constatou que a vítima já havia entrado em óbito. Seu ex-esposo havia desferido os golpes de faca na vítima”.

Simone era editora de multimídias. Ela já trabalhou na Rede TV e SBT e atualmente era contratada da Prefeitura Municipal de Marabá.

A polícia acredita que a vítima tenha sido seguida por Leandro, após sair do trabalho. O caso está sendo investigado pela Delegacia Especializada de Atendimento a Mulher (DEAM)

O Sindicato dos Jornalistas do Estado do Pará (Sinjor-PA), postou uma nota de pesar, comunicando o falecimento de Simone Aparecida.

(Com informações de Michel Garcia)