Se mapa indicar 290 votos a favor nesta quarta, governo confia em vitória na semana que vem na Previdência

6 de dezembro de 2017 at 13:24

Por Valdo Cruz

O overno Temer avalia que, se conseguir chegar nesta quarta-feira (6) com 290 votos a favor da reforma da Previdência, será possível aprovar a proposta em primeiro turno na Câmara dos Deputados na próxima semana.

Por enquanto, os votos garantidos estariam em no máximo 270. A ordem é fazer um esforço concentrado durante o dia para tentar atingir o placar provisório de 290 deputados dispostos a aprovar a medida.

A avaliação final será feita em novo encontro do presidente Temer com ministros e líderes partidários, à noite, no Palácio da Alvorada.

“Se chegarmos aos 290 votos no final do dia, teremos todas as condições de ganhar na semana que vem. Aí será gerado um efeito manada, com a sensação de vitória, e isso irá garantir os votos que faltam até a votação”, disse o vice-líder do governo, deputado Beto Mansur (PRB-SP), depois de participar de café da manhã no Alvorada com o presidente e líderes.

A avaliação de momento é que o clima de fato melhorou para a aprovação das mudanças nas regras de aposentadoria no país. Na análise de assessores presidenciais, em todos partidos houve um aumento no número de deputados a favor da reforma da Previdência, principalmente no PMDB, PP e PTB.

A pior situação está no PR e PSD, que ainda não estão entregando nem metade dos votos de suas bancadas. Se esse quadro perdurar, será difícil aprovar a medida ainda neste ano.

O governo segue na linha de colocar a proposta em votação na Câmara dos Deputados apenas quando tiver os votos necessários para garantir a vitória. A data da votação, por sinal, ainda não foi marcada oficialmente pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ). Ele só fará isso quando tiver um mapa seguro da votação. Um indicativo do momento da votação, e se ela será realmente neste ano, será tirado na reunião dessa quarta à noite no Palácio da Alvorada.