Popular Tags:

Família tem carro crivado por balas na BR-316

26 de novembro de 2016 at 17:22

Família tem carro crivado por balas na BR-316 (Foto: Reprodução)

Veículo crivado por balas durante ação de policiais rodoviários federais e policiais militares. (Foto: Reprodução)

O carro de uma família que trafegava pela rodovia BR-316, na noite da última sexta-feira (25), passando o município de Marituba, Região Metropolitana de Belém, foi crivado de balas disparadas por policiais rodoviários federais, que no momento da ação, contaram com o apoio de policias militares.

Veja em imagens.

Confundidas com criminosas, as vítimas escaparam da morte e dos tiros disparados pelos policiais. No veículo, estavam o engenheiro Ricardo da Cunha Bezerra; a esposa Michelle Bezerra, grávida de 7 meses e sua mãe, a professora Vanja da Cunha Bezerra.

Em contato com o DOL, por telefone, o professor Pedro Gilmar, parente das vítimas, afirmou que apesar do susto e desespero, eles tiveram ferimentos causados pelos estilhaços dos vidros do veículo e sua irmã foi atingida com tiro de raspão.

“A família está revoltada. Quem está para garantir a nossa segurança estão querendo nos executar. A impressão que temos é que os policiais só estão realizados se estiverem puxando o gatilho”, desabafou.

O professor critica ainda o despreparo dos policiais. “Eles já desceram atirando na altura do pescoço, abdômen, com armas de grosso calibre e prontos para matar mesmo. As roupas deles (vítimas) estão furadas e ensanguentadas. Não sabemos explicar como eles estão vivos. Foi Deus que entrou naquele carro e protegeu nossa família”, relembra emocionado.

Vítima exibe marcas deixadas após a ação. (Foto: Reprodução)

Ainda segundo o familiar, o veículo está passando por perícia neste sábado (26), realizada pelo Centro de Perícias Científicas (CPC) Renato Chaves.

O caso foi registrado na Delegacia de Marituba e está sob investigação.

Em nota, a corregedoria da Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou que já tomou conhecimento do fato e que serão tomadas todas as providências necessárias para elucidar o ocorrido.

A PRF afirmou ainda que não compactua com nenhum desvio de conduta e que não haverá impunidade, nem injustiças e, se houve erro ou excesso, a punição devida ocorrerá e no que couber o ressarcimento pelos danos materiais e morais também, pois o estado possui responsabilidade objetiva, basta demonstrar o dano injusto cometido, mas a responsabilidade dos agentes é subjetiva e por isso é preciso demonstrar se houve dolo ou culpa na conduta deles.

O DOL entrou em contato com a Polícia Militar e aguarda um posicionamento sobre a denúncia.

(DOL)

Açaí entra na Black Friday e é vendido a R$ 5 em Belém

26 de novembro de 2016 at 14:52

Açaí Belém Pará  (Foto: Eliseu Dias/Agência Pará)

Açaí entra na onda da Black Friday e é vendido a R$ 5 por um estabelecimento no bairro da Cidade Velha, em Belém. (Foto: Eliseu Dias/Agência Pará)

Na onda de descontos por todo o Brasil, o Pará também não poderia ficar de fora das promoções da Black Friday, nesta sexta-feira (25). Só que em Belém, a superpromoção teve uma pitada regional e atingiu um dos alimentos mais desejados pelo paraense: o açaí.

Vendido a R$ 15 o litro nas principais feiras da capital, um estabelecimento localizado no bairro da Cidade Velha, resolveu demolir o preço do produto, passando a cobrar R$ 5 por litro de açaí, desconto de 60%.

Com o preço tão baixo, uma enorme fila se formou em torno do estabelecimento. Porém, mesmo com o preço da polpa da fruta bem baixo, alguns clientes reclamaram do regulamento proposto pelo estabelecimento, limitando a venda de 10 litros do produto por pessoa.

“Dez litros (de açaí) não são o suficiente, se eu pudesse eu compraria mais. Açaí na mesa do paraense é tudo de bom”, reclamou Socorro Leal, pedagoga.

Para suprir a demanda esperada, Nazareno Alves, o proprietário do estabelecimento mandou triplicar a produção do açaí, para que tudo estivesse pronto para os clientes logo nas primeiras horas da manhã desta sexta-feira.

“Foi a primeira vez que a gente bateu muito açaí. Até mesmo no Círio, que a gente consegue bater dois mil litros de açaí, e a gente superou três vezes isso”, contou Nazareno Alves.

Mas a superpromoção só aconteceu devido à insistência de Pedro Alves, filho de Nazareno. Antenado nas coisas que acontecem na internet e no exterior, o filho do proprietário convenceu o pai para que entrasse na onda de descontos da Black Friday.

“Eu nunca tinha na minha vida o Black Friday do açaí. E como a gente bate muito açaí, eu falei que a gente conseguiria”, apostou Pedro.

Polícia desarticula quadrilha que clonava cartões no sul do Pará

26 de novembro de 2016 at 14:50

Dois homens foram presos e um adolescente detido por crime de estelionato em Redenção, no sul do Pará (Foto: Ascom/PC)

Dois homens foram presos e um adolescente detido por crime de estelionato em Redenção, no sul do Pará (Foto: Ascom/PC)

A Polícia Civil desarticulou uma quadrilha que clonava cartões de contas bancárias em Redenção, no sul do Pará. Dois homens foram presos e um adolescente detido. Todos foram detidos na porta de uma agência bancária no momento que iriam fazer os saques usando os cartões clonados.

Os dos presos foram encaminhados para o presídio de Redenção e vão responder por tentativa de estelionato e formação de quadrilha. O adolescente foi encaminhado para o Conselho Tutelar da cidade.

Justiça afasta prefeito de Pacajá pela segunda vez em 2016

26 de novembro de 2016 at 14:47

Do G1 PA

“Além dessas fraudes havia desvio de combustível e materiais para extração ilegal de madeira. O combustível enviado pela Norte Energia é para auxiliar no transporte escolar, entre outras ações, mas estava sendo desviado para máquinas e utilizado para extração ilegal de madeira. São vários crimes cometidos, como peculato, fraude à execução e outros. Soubemos que o prefeito está ameaçando o juiz e o promotor de Justiça local. Neste momento a Câmara Municipal também debate o afastamento do prefeito”, relatou o procurador de Justiça Nelson Medrado, coordenador do Núcleo de Combate à Improbidade Administrativa e Corrupção.

Primeiro afastamento em 2016
A pedido do Ministério Público do Estado do Pará (MPE), o juiz da Vara Única de Pacajá, César Leandro Pinto Machado, decidiu pelo afastamento do prefeito Antônio Mares Pereira e de mais sete secretários em outrubro deste ano. Todos são acusados de cometer atos de improbidade administrativa lesivos ao erário de Pacajá.

Em sua decisão, o juiz disse que a atual gestão municipal demostrou patente descaso com a coisa pública, descumprindo decisões judiciais, desviando recursos públicos e se enriquecendo ilicitamente ao dispensar irregularmente licitações públicas.

De acordo com o MPE, a gestão do prefeito transferiu R$ 485.393,67 da saúde para outras contas sem comprovação de despesas, improbidade na execução de R$ 2.197.553,68 do Fundeb e mais R$ 668.624,33 do Fundeb que foram utilizados de forma indevida, além de outras irregularidades apontadas na ação.

Uma decisão do Tribunal de Justiça do Estado em novembro havia permitido a volta do prefeito, mas com a nova decisão, encontra-se novamente afastado.

Afastamento em 2015
Em setembro de 2015, o prefeito Antônio Mares Pereira foi afastado pela Justiça por atraso salarial dos servidores de forma sistemática. A Justiça bloqueou os béns do gestor público, de sua esposa, ou companheira, e dos filhos para checagem se houve enriquecimento ilícito.

Na ocasião, o Justiça afastou o prefeito, todos os secretários e todos os servidores com cargos comissionados por 180 dias, com prejuízo da remuneração dos secretários e assessores para o pagamento dos salários dos servidores públicos concursados. Apenas o prefeito não terá o salário suspenso, conforme prevê a legislação.

Corrida Contra o Câncer de Próstata estimula a prevenção da doença

26 de novembro de 2016 at 14:44

 

I Corrida Contra o Câncer de Próstata estimula a prevenção no combate à doença (Foto: Agência Pará/Divulgação)

I Corrida Contra o Câncer de Próstata estimula a prevenção no combate à doença (Foto: Agência Pará/Divulgação)

Mais de 500 atletas participaram na manhã deste sábado (26) da I Corrida Contra o Câncer de Próstata, em Belém. A ação foi promovida pelo Hospital Ophir Loyola em parceria com a Sociedade Brasileira de Urologia com o propósito de chamar a atenção da sociedade para a saúde do homem e alertar o segmento sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce para o combate ao câncer de próstata.

A prova teve início às 6h, com a largada no Hospital João Barros Barreto, no bairro do Guamá, e chegada ao Centro de Alta Complexidade em Oncologia (Cacon) do Ophir Loyola, no bairro de São Brás, percorrendo cinco quilômetros pelas ruas de Belém. O evento encerrou oficialmente a sua programação interna do Novembro Azul.

Em 2016, o Cacon cumpriu uma agenda de atividades que abrangeram desde ações educativas em praças, eventos socioculturais para os pacientes, mutirão de exames e consultas, até palestras de orientação sobre a prevenção e diagnóstico.

“O grande objetivo é disseminar informações para a sociedade sobre a doença, que pode ser curada se diagnosticada precocemente. Por isso, nada melhor que sensibilizar o homem sobre a necessidade de fazer o exame da próstata. Muita gente não se inscreveu, mas veio participar e isso é motivo de muita alegria. Com isso, nós atingimos a nossa meta e completamos as atividades do mês de novembro”, ressaltou o chefe do serviço de Urologia do HOL, Ricardo Tuma.

Dados
O Instituto Nacional do Câncer José Alencar (Inca) aponta que até o final do ano o Brasil terá mais de 60 mil casos da doença registrados. Desse total, até dezembro, mais de mil devem ser confirmados no Pará, sendo 340 somente na capital. O câncer é a principal causa de mortalidade em todo o mundo. A cada duas horas, três homens morrem com câncer de próstata no país.

Ricardo Tuma explica que doença tem 90% de chances de cura quando diagnosticada precocemente. “A partir dos 45 anos, todo homem deve fazer os exames urológicos anualmente, como o toque retal e a dosagem do Antígeno Prostático Específico (PSA). Caso haja histórico na família, é recomendável fazer os exames preventivos a partir dos 35 anos”, explicou.

Trump diz que Fidel foi ‘ditador brutal’ e pede ‘liberdade’ para povo cubano

26 de novembro de 2016 at 14:37

Presidente eleito dos EUA divulgou comunicado sobre morte de líder cubano horas depois de reação discreta no Twitter.

O presidente eleito dos EUA, Donald Trump (Foto: Drew Angerer/Getty Images/AFP)

 O presidente eleito dos EUA, Donald Trump (Foto: Drew Angerer/Getty Images/AFP)

presidente eleito dos EUA, Donald Trump, disse neste sábado (26) esperar que a morte de Fidel Castro “marque um movimento para longe de horrores que duraram demais, e em direção a um futuro em que o maravilhoso povo cubano finalmente viva na liberdade que eles tanto merecem.”

Trump inicia um comunicado divulgado à imprensa americana classificando o líder cubano como um “ditador brutal que oprimiu seu próprio povo por quase seis décadas” e que deixa um “legado de pelotões de fuzilamento, roubo, inimaginável sofrimento, pobreza e negação de direitos humanos básicos”.

No texto, afirma que seu governo “vai fazer todo o possível para assegurar que o povo cubano possa finalmente começar sua jornada em direção à prosperidade e à liberdade”. Trump também cita os veteranos da fracassada invasão da Baía dos Porcos, em 1961, e diz esperar que “num dia próximo” eles vejam uma Cuba livre.

Mais cedo, em sua página no Twitter, o empresário reagiu à morte do líder cubano apenas com a frase “Fidel Castro morreu!”.

O ex-presidente cubano Fidel Castro em uma Assembleia Nacional em Havana, 7 de agosto de 2010. (Foto: Jose Goitia/The New York Times)

Homenagens
Fidel morreu à 1h29 (hora de Brasília) deste sábado (26), aos 90 anos, na capital Havana. A informação foi divulgada pelo seu irmão Raúl Castro em pronunciamento na TV estatal cubana.

O corpo do ex-presidente deve ser cremado ainda neste sábado. Na segunda (28) e na terça (29), a população da capital cubana poderá prestar homenagens no Memorial Martí. Na terça, as cinzas partirão para uma caravana de quatro dias pelo país.

No dia 4 de dezembro, a cerimônia para enterrar as cinzas de Fidel no cemitério Santa Ifigenia, em Santiago de Cuba, começará às 7h (horário local).

O presidente eleito dos EUA, Donald Trump, disse neste sábado (26) esperar que a morte de Fidel Castro “marque um movimento para longe de horrores que duraram demais, e em direção a um futuro em que o maravilhoso povo cubano finalmente viva na liberdade que eles tanto merecem.”

Trump inicia um comunicado divulgado à imprensa americana classificando o líder cubano como um “ditador brutal que oprimiu seu próprio povo por quase seis décadas” e que deixa um “legado de pelotões de fuzilamento, roubo, inimaginável sofrimento, pobreza e negação de direitos humanos básicos”.

No texto, afirma que seu governo “vai fazer todo o possível para assegurar que o povo cubano possa finalmente começar sua jornada em direção à prosperidade e à liberdade”. Trump também cita os veteranos da fracassada invasão da Baía dos Porcos, em 1961, e diz esperar que “num dia próximo” eles vejam uma Cuba livre.

Mais cedo, em sua página no Twitter, o empresário reagiu à morte do líder cubano apenas com a frase “Fidel Castro morreu!”.

O ex-presidente cubano Fidel Castro em uma Assembleia Nacional em Havana, 7 de agosto de 2010. (Foto: Jose Goitia/The New York Times) O ex-presidente cubano Fidel Castro em uma Assembleia Nacional em Havana, 7 de agosto de 2010. (Foto: Jose Goitia/The New York Times)

O ex-presidente cubano Fidel Castro em uma Assembleia Nacional em Havana, 7 de agosto de 2010. (Foto: Jose Goitia/The New York Times)

Homenagens
Fidel morreu à 1h29 (hora de Brasília) deste sábado (26), aos 90 anos, na capital Havana. A informação foi divulgada pelo seu irmão Raúl Castro em pronunciamento na TV estatal cubana.

O corpo do ex-presidente deve ser cremado ainda neste sábado. Na segunda (28) e na terça (29), a população da capital cubana poderá prestar homenagens no Memorial Martí. Na terça, as cinzas partirão para uma caravana de quatro dias pelo país.

No dia 4 de dezembro, a cerimônia para enterrar as cinzas de Fidel no cemitério Santa Ifigenia, em Santiago de Cuba, começará às 7h (horário local).

O presidente eleito dos EUA, Donald Trump, disse neste sábado (26) esperar que a morte de Fidel Castro “marque um movimento para longe de horrores que duraram demais, e em direção a um futuro em que o maravilhoso povo cubano finalmente viva na liberdade que eles tanto merecem.”

Trump inicia um comunicado divulgado à imprensa americana classificando o líder cubano como um “ditador brutal que oprimiu seu próprio povo por quase seis décadas” e que deixa um “legado de pelotões de fuzilamento, roubo, inimaginável sofrimento, pobreza e negação de direitos humanos básicos”.

No texto, afirma que seu governo “vai fazer todo o possível para assegurar que o povo cubano possa finalmente começar sua jornada em direção à prosperidade e à liberdade”. Trump também cita os veteranos da fracassada invasão da Baía dos Porcos, em 1961, e diz esperar que “num dia próximo” eles vejam uma Cuba livre.

Mais cedo, em sua página no Twitter, o empresário reagiu à morte do líder cubano apenas com a frase “Fidel Castro morreu!”.

O ex-presidente cubano Fidel Castro em uma Assembleia Nacional em Havana, 7 de agosto de 2010. (Foto: Jose Goitia/The New York Times) O ex-presidente cubano Fidel Castro em uma Assembleia Nacional em Havana, 7 de agosto de 2010. (Foto: Jose Goitia/The New York Times)

O ex-presidente cubano Fidel Castro em uma Assembleia Nacional em Havana, 7 de agosto de 2010. (Foto: Jose Goitia/The New York Times)

Homenagens
Fidel morreu à 1h29 (hora de Brasília) deste sábado (26), aos 90 anos, na capital Havana. A informação foi divulgada pelo seu irmão Raúl Castro em pronunciamento na TV estatal cubana.

O corpo do ex-presidente deve ser cremado ainda neste sábado. Na segunda (28) e na terça (29), a população da capital cubana poderá prestar homenagens no Memorial Martí. Na terça, as cinzas partirão para uma caravana de quatro dias pelo país.

No dia 4 de dezembro, a cerimônia para enterrar as cinzas de Fidel no cemitério Santa Ifigenia, em Santiago de Cuba, começará às 7h (horário local).

Tempo de armar a árvore de Natal

26 de novembro de 2016 at 12:40

Tempo de armar a árvore de Natal (Foto: Reprodução)Quanto mais cheia a árvore, mais bonita, mas para isso é preciso seguir as proporções corretas (Foto: Reprodução)

Na tradição católica, as quatro semanas que antecedem o Natal marcam o tempo do Advento, exatamente o tempo de preparação para a chegada do Messias, momento de reavivar nos fiéis os preceitos religiosos cristãos. E é no primeiro dia do Advento – este ano comemorado neste domingo, 27 – em que se costuma montar a árvore de Natal, como um símbolo dessa espera e renovação.

Em cada casa, a árvore ganha enfeites especiais, que tem a ver com a história da família. Mas se a decoração pode variar, existem algumas regrinhas que podem ajudar muito na hora de montar a árvore, para garantir um resultado harmonioso no final. E pode ser divertido envolver toda a família nesse trabalho, já entrando no espírito de Natal. Confira ao lado as dicas da decoradora Cecilia Dale.