Popular Tags:

Fafá de Belém defende aborto e sofre ataques de Padre

9 de agosto de 2018 at 14:41
Fafá de Belém defende aborto e sofre ataques de Padre (Foto: Reprodução)

(Foto: Reprodução)

Fafá de Belém participou do programa “Conversa com Bial” na noite da última terça-feira (7) e na ocasião teceu comentários sobre o aborto, a legalização das drogas e compartilhou um pouco de suas experiências com drogas.

A entrevista, no entanto, repercutiu de tal forma que alcançou um padre bastante conhecido no meio virtual e que demonstrou abertamente não concordar com o posicionamento da artista.

Em seu perfil nas redes sociais, o padre Augusto Bezerra, que pertence à Arquidiocese do Rio de Janeiro, discute temas contemporâneos, principalmente em relação à política. Ele defende abertamente a candidatura de Jair Bolsonaro á presidência.

Padre Augusto Bezerra

última sexta

#STF, se vocês “legalizarem” o aborto, nós cristãos como uma força arrebatadora e incessante nos uniremos para lhes dar de troco #Bolsonaro no Palácio do Planalto sem hesitações! Para a radicalização contra a vida, esperem a nossa mais radical resposta. Se já esperavam antes que acontecesse, agora poderão dar por certo.

Após a entrevista de Fafá, o religioso fez um post no Facebook com tom de “aviso” ou “ameaça”, em que afirma que Fafá “nunca mais cantará para o Papa”. Ele também garante que “nós, fiéis e sacerdotes católicos, não deixaremos jamais, a não ser que publicamente um dia se declare contra tudo o que disse e em nota peça perdão aos cristãos por falar asneira diante das câmeras globais”.

Até o momento, a publicação rendeu mais de 80 comentários e mil e duzentas interações, claramente mostrando apoio ao pensamento compartilhado que encerra que a maior penitência da artista será a perda da mídia.

 

Padre Augusto Bezerra

na quarta-feira

Fafá de Belém, depois de defender o aborto e a liberação das drogas, você tenha certeza que nunca mais cantará para o Papa. Nós, fiéis e sacerdotes católicos, não deixaremos jamais, a não ser que publicamente um dia se declare contra tudo o que disse e em nota peça perdão aos cristãos por falar asneira diante das câmeras globais! A sua maior penitência será perder o que mais gosta: #MÍDIA!

Padre Augusto Bezerra@padreabezerra

Fafá de Belém, depois de defender o aborto e a liberação das drogas, você tenha certeza que nunca mais cantará para o Papa. Nós, fiéis e sacerdotes católicos, não deixaremos jamais, a não ser que publicamente um… https://www.facebook.com/916807805058982/posts/2078088688930882/ 

Samara Smiles@Samara_13
 

Sr. @padreabezerra,o Sr. tem certeza do q está falando?O Sr, está desejando mal a um ser humano?O Sr. não aprendeu nada do Jesus pregou ou o Sr. se acha superior a ELE?Esse seu tipo de discurso é q afasta os fiéis da Igreja! *Sou contra drogas e aborto, mas não cabe a mim julgar

Senhoritahdeyse ツ@Senhoritahdeyse

e ele ainda fez outro post ameaçando… pic.twitter.com/x1LK34cjpv

lorena bittar@lorenabittar

Uau, que comportamento mais cristão

 Ao ter conhecimento dos comentários do padre direcionado à Fafá de Belém, a filha da artista, Mari Belém, veio a público comentar o caso e o posicionamento tomado pelo clérigo:

Ver imagem no TwitterVer imagem no Twitter

🏳️‍🌈 Mari Belém 🇧🇷🇵🇹

@MarianaBelem

Daí que um Padre que não entende o que significa DESCRIMINALIZAÇÃO resolveu fazer post em tom de ameaça sobre minha mãe. O post é todo equivocado, inclusive insinua coisas. Daí vi um outro post dele e entendi tudo…

(DOL)

 

Viúva posa ‘ao lado’ do marido em ensaio de maternidade cheio de emoção

9 de agosto de 2018 at 14:18

Da Universa

KM Ivelisse Photography

  Imagem: KM Ivelisse Photography

 

 

Aos 28 anos, Stephanie Jackson se deparou com uma vida completamente diferente do que imaginava quando se casou com Stuart cinco anos antes. Grávida de seu segundo filho, mãe de um menino de 2 anos e madrasta de outro de 6, ela ficou viúva após o marido sofrer um grave acidente de moto em 14 de dezembro de 2017.

Um mês depois, com a barriga já bastante visível, a americana pediu à fotógrafa Phoenix Sipin que fizesse seu ensaio de maternidade, mas com um detalhe muito especial: montagens com a figura do marido morto.

KM Ivelisse Photography

Imagem: KM Ivelisse Photography

Em seu Facebook, Stephanie conta que o ensaio não vai trazer seu marido de volta, mas pode compartilhara história do casal e garantir com que seus filhos conheçam seu legado, seu amor pelos filhos e pela família.

KM Ivelisse Photography

Stuart, os filhos e Stephanie em foto antiga Imagem: KM Ivelisse Photography

A fotógrafa contou que Stephanie se mostrou forte durante toda a sessão e que na hora da edição das imagens, quem chorou muito foi ela. “E se fosse o meu marido?”, questionou em um texto no seu blog.

Ao ver o exemplo da viúva, Phoenix percebeu que quase não tinha imagens ao lado de seu companheiro e pediu que seus seguidores façam essas memórias fotográficas em forma de selfies, ou pelas mãos de um profissional, mas que , mas que não deixem de registrar os momentos de casal.

 

 

KM Ivelisse Photography

Imagem: KM Ivelisse Photography.

PT estuda esconder Haddad em debate para não esvaziar Lula

9 de agosto de 2018 at 13:24

Correntes no partido divergem sobre estratégias relacionadas à exposição do ex-prefeito

Mônica Bergamo

monica.bergamo@grupofolha.com.br

A deputada Manuela D'Ávila e o ex-prefeito Fernando Haddad

A deputada Manuela D’Ávila e o ex-prefeito Fernando Haddad – Marlene Bergamo/Folhapress

O PT está às voltas com um dilema nesta quinta (9): deixar ou não o ex-prefeito e candidato a vice-presidente pelo partido, Fernando Haddad, comparecer ao debate da TV Bandeirantes?

A ideia do grupo favorável ao comparecimento é que Haddad vá ao evento para ocupar os espaços possíveis na mídia, aparecendo em entrevistas na entrada, na saída e nos intervalos do debate. E sempre “denunciando” a ausência de Lula, que foi impedido de participar pela Justiça.

Mas há um outro grupo de dirigentes frontalmente contrário a essa estratégia.

Por eles, Haddad deve se recolher o máximo possível, evitando aparecer muito para não naturalizar a ideia, já corrente, de que Lula não poderá ser candidato e de que ele será o plano B do partido na corrida presidencial.

Esse mesmo grupo pretende evitar que Haddad até mesmo apareça no programa eleitoral do partido, a partir do dia 31 de agosto. Quer ainda limitar uma eventual agenda de viagens com Manuela D’Ávila, que ocupará a vice caso Lula consiga se candidatar –e também caso o ex-prefeito venha a substituído na cabeça da chapa.

Há, portanto, duas teses em choque neste momento no PT: a primeira, a de esconder Haddad até onde for necessário. A segunda, a de colocá-lo em exposição máxima, aproveitando todas as oportunidades que ele tiver de aparecer, já que o tempo de campanha até 7 de outubro é curto para torná-lo conhecido.

Brasil bate novo recorde e tem maior nº de assassinatos da história com 7 mortes por hora em 2017; estupros aumentam 8%

9 de agosto de 2018 at 13:05

De acordo com o Anuário Brasileiro de Segurança Pública, foram registradas 63.880 mortes violentas. Mortes provocadas por policiais aumentaram 20% e número de policiais mortos diminuiu 4,9%.

Por Cíntia Acayaba e Paula Paiva Paulo, G1 SP

 

O Brasil registrou 63.880 mortes violentas em 2017, o maior número de homicídios da história, de acordo com dados divulgados pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública na manhã desta quinta-feira (9). Sete pessoas foram assassinadas por hora no ano passado, aumento de 2,9% em relação a 2016. Os estupros aumentaram 8,4% de um ano para o outro.

O Rio Grande do Norte registrou a maior taxa de mortes violentas por 100 mil habitantes: 68, seguido por Acre (63,9) e Ceará (59,1). As menores taxas estão em São Paulo (10,7), seguida de Santa Catarina (16,5) e Distrito Federal (18,2).

As capitais com as menores taxas são Rio Branco (AC), com 83,7 por 100 mil habitantes, Fortaleza (CE), com 77,3, e Belém (PA), com 67,5.

O 12º Anuário de Segurança Pública compila dados das polícias de todos os estados do país e é utilizado como dado oficial, já que o governo federal ainda não tem uma base de informações nacional. Em julho, o Sistema Único da Segurança Pública (Susp) foi criado e, entre outras coisas, prevê a criação de um sistema de dados unificado entre as forças policiais e entre os estados, semelhante ao Datasus (do Sistema Único de Saúde).

“O crescimento da violência no país tem duas direções. Uma são as novas dinâmicas do crime organizado, agora, a outra, é a insistência da política pública de várias esferas e poderes, de continuar fazendo mais do mesmo””, diz o diretor do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, Renato Sérgio de Lima.

Violência policial

A letalidade das polícias nos estados brasileiros aumentou 20% em relação a 2016: 5.144 pessoas foram mortas em decorrência de intervenções de policiais civis e militares. Isso representa 14 mortos por policiais por dia.

“O modelo com o qual o país está optando por enfrentar o problema da segurança pública é um modelo que tem feito várias vítimas e quando você opta pelo confronto você gera resultados que são devastadores e a começar também pelo que é a soma de todos os nossos erros que é o sistema prisional”, diz Renato.

 O número de policiais mortos diminuiu 4,9% em relação a 2016: 367 policiais civis e militares foram vítimas de homicídio em 2017 contra 386 em 2016.

Recorde de mortes violentas em 2017 (Foto: Juliane Souza/G1 )Recorde de mortes violentas em 2017 (Foto: Juliane Souza/G1 )

Recorde de mortes violentas em 2017 (Foto: Juliane Souza/G1 )

Praia de Ponta Negra, em Natal, virou 'cemitério' em protesto por número de homicídios no Rio Grande do Norte (Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi)

Praia de Ponta Negra, em Natal, virou ‘cemitério’ em protesto por número de homicídios no Rio Grande do Norte (Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi)

Feminicídio

O fórum também contabilizou o número de mulheres vítimas de homicídio no ano passado: 4.539 (aumento de 6,1% em relação a 2016). Desse total, 1.133 foram vítimas de feminicídio.

Ao todo, 221.238 foram registros de violência doméstica (606 casos por dia).

Estupros

O número de estupros cresceu no pais no período. Foram 60.018 casos registrados no país no ano passado, aumento de 8,4% em relação a 2016.

Latrocínio

Os casos de latrocínio diminuíram 8,4%, indo de 2.527 para 2.333 casos em todo o país.

Armas

Foram apreendidas 119.484 armas de fogo em 2017, crescimento de 0,2% em relação ao ano anterior. Destas, 94,9% não foram cadastradas no sistema da Polícia Federal.

“Uma informação muito importante e inédita que vai fazer muito sentido para a gente entender o que está acontecendo no Brasil com esse crescimento [da violência]”, avaliou Renato.

Segundo ele, isso diz muito sobre o debate de armas no país, já que não é dificilmente é possível rastrear o que aconteceu com esses 94,9% de armas apreendidas e não registradas.

Gastos

Diferentemente de 2016, a União e os estados aumentaram os gastos com segurança pública. A União gastou R$ 9,7 bilhões, aumento de 6,9%, os estados gastaram R$ 69,8 bilhões, crescimento de 0,2%. Já os municípios reduziram em 2% os gastos, com R$ 5,1 bilhões.

Apesar do pequeno aumento, a participação dessas despesas no total gasto no país é de 2,5%. Nos países membros da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), a participação desses gastos é de 4,5%.

“Não é à toa que chegamos a um patamar de quase 64 mil assassinatos. Gastamos menos que outros países e agora temos esse complicador, com o teto e com a crise fiscal, de fato a coordenação e a integração do sistema que prega a aprovação da lei do susp (sistema único de segurança pública) e tem que começar a ser implementado no ano que vem torna ainda mais desafiador esse quadro”, disse Samira Bueno.

“Estamos com um problema de sub financiamento da segurança pública”, disse Renato.

 

Suzane von Richthofen deixa a prisão para saída temporária do Dia dos Pais

9 de agosto de 2018 at 12:41

Condenada a 39 anos de prisão por matar os pais, Suzane von Richthofen deixou a Penitenciária Santa Maria Eufrásia Pelletier, a P1 feminina de Tremembé (SP), nesta quinta-feira (9).

Suzane von Richthofen deixa presídio na saída temporária do Dia dos Pais

Suzane von Richthofen deixa presídio na saída temporária do Dia dos Pais

Condenada a 39 anos de prisão por matar os pais, Suzane von Richthofen deixou a Penitenciária Santa Maria Eufrásia Pelletier, a P1 feminina de Tremembé (SP), nesta quinta-feira (9) para a saída temporária de Dia dos Pais.

A saída é um benefício concedido aos presos do regime semiaberto que tem bom comportamento. Suzane deixou a prisão às 8h10 e foi recepcionada pelo namorado com um beijo. Depois, seguiu rapidamente com ele até um carro e deixou o local. Ela deve retornar ao presídio na próxima segunda-feira (13).

Suzane von Richthofen obteve a progressão do regime fechado para o semiaberto em outubro de 2015. A primeira saída dela aconteceu em março de 2016, beneficiada pela saída temporária de Páscoa.

Atualmente, ela tenta a progressão para o regime aberto, quando pode deixar a prisão e cumprir o restante da pena em liberdade, mas sob a supervisão do sistema prisional. O pedido corre na justiça há cerca de um ano e não há prazo para que a decisão seja tomada sobre sua saída.

Além de Suzane, outras detentas também deixaram o presídio para a saída temporária, entre elas, Anna Carolina Jatobá, condenada pela morte da enteada Isabela Nardoni.

Anna e o marido, Alexandre Nardoni, que também está preso em Tremembé, pediram a redução da pena ao Supremo Tribunal Federal (STF). Ele foi condenado a 30 anos e dois meses de prisão enquanto a madrasta da menina teve como pena 26 anos e oito meses de cadeia. Eles aguardam análise do pedido.

No Vale do Paraíba 2,6 mil detentos têm direito às saidinhas. Eles serão colocados em liberdade entre esta quinta e sexta-feira (10).

O detento tem direito a cinco saídas temporárias ao longo do ano, sendo, além desta de Dia dos Pais, no Dia das Crianças, Natal e Ano Novo, Dia das Mães e Páscoa.

Suzane deixa a prisão para saída temporária de 'Dia dos Pais' (Foto: TV Vanguarda/Vanessa Vantine)

Suzane deixa a prisão para saída temporária de ‘Dia dos Pais’ (Foto: TV Vanguarda/Vanessa Vantine)

Quinta Turma do STJ nega outro recurso de Lula para suspender prisão

9 de agosto de 2018 at 12:35

Mesmo pedido havia sido negado em 11 de junho pelo ministro Felix Fischer, relator da Lava Jato na Corte. O ex-presidente está preso desde abril na Polícia Federal em Curitiba (PR).

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, ao lado da presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann (esq.), e da ex-presidente Dilma Rousseff, durante ato em São Bernardo, em abril, antes de se entregar à Polícia Federal (Foto: Rovena Rosa / Agência Brasil)

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, ao lado da presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann (esq.), e da ex-presidente Dilma Rousseff, durante ato em São Bernardo, em abril, antes de se entregar à Polícia Federal (Foto: Rovena Rosa / Agência Brasil)

A Quinta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou outro recurso da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para suspender os efeitos da condenação dele no caso do triplex em Guarujá.

Lula está preso desde abril, em Curitiba, depois de ter sido condenado pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) a 12 anos e 1 mês de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Lula se diz inocente.

A decisão da Quinta Turma do STJ é do dia 2 de agosto. A turma negou, por unanimidade, recurso da defesa do ex-presidente contra decisão individual do ministro Félix Fischer, do relator da Lava Jato na Corte, do dia 11 de junho. A íntegra da decisão não foi disponibilizada.

Votaram para negar o recurso, além do relator, os ministros Jorge Mussi, Reynaldo Soares da Fonseca, Ribeiro Dantas e Joel Ilan Paciornik.

Sessão da Quinta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) em Brasília (Foto: Walterson Rosa/Framephoto/Estadão Conteúdo)

Sessão da Quinta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) em Brasília (Foto: Walterson Rosa/Framephoto/Estadão Conteúdo)

A expectativa da defesa, que fez o mesmo pedido ao STJ e ao Supremo Tribunal Federal, é de que ele responda em liberdade enquanto aguarda julgamento de recursos nas instâncias superiores.

A defesa do ex-presidente argumenta que há irregularidades no processo e, por isso, pediu ao STJ e ao Supremo que suspenda o cumprimento da pena.

Corpo de homem com mãos amarradas é encontrado boiando nas proximidades da UFPA

9 de agosto de 2018 at 12:32

Corpo de homem com mãos amarradas é encontrado boiando nas proximidades da UFPA  (Foto: Divulgação)

Corpo estava boiando nas proximidades da UFPA. A vítima estava com as mãos amarradas para trás. (Foto: Divulgação)

O corpo de um homem, que ainda não teve a identidade revelada, foi encontrado por volta das 8h desta quinta-feira (9), no rio Guamá, nas proximidades da Universidade Federal do Pará (UFPA), no bairro do Guamá, em Belém.

A vítima estava com as mãos amarradas para trás, segundo a Polícia Civil. Ainda não há informações sobre as circunstâncias do crime.

O caso está sendo investigado.

Mais informações em instantes.

(DOL)

Márcio Miranda é denunciado por se apropriar de mais de R$ 1,5 milhão de maneira indevida

8 de agosto de 2018 at 17:33
Márcio Miranda é denunciado por se apropriar de mais de R$ 1,5 milhão de maneira indevida (Foto: Ricardo Amanajás/Diário do Pará)

(Foto: Ricardo Amanajás/Diário do Pará)

O candidato do DEM ao governo estadual dio Pará, Márcio Miranda, foi denunciado ao Ministério Público Militar, nesta quarta-feira (08). Miranda é ex-oficial da Polícia Militar.

De acordo com informações publicadas na Coluna “Expresso”, de Murilo Ramos, o promotor do Ministério Público Militar do estado do Pará Armando Teixeira que apresentou a denúncia.

O promotor acusa Márcio Miranda de receber aposentadoria integral sem ter cumprido o prazo legal para ter direito ao benefício. Ele teria se apropriado de mais de R$ 1,5 milhão de maneira indevida.

O DOL tenta contato com a assessoria do candidato Márcio Miranda para os devidos esclarecimentos.

(DOL com informaçoes da Coluna Expresso)

Casal que abusou e vendeu filho a pedófilos é preso na Alemanha

7 de agosto de 2018 at 13:55
Crédito: AFP

Berrin Taha, de 48 anos, e seu companheiro, Christian Lais, de 39 anos, foram condenados nesta terça-feira (07)  a 12 anos e seis meses de prisão por abusar do seu filho de nove anos e vender o garoto a pedófilos na Alemanha. Eles foram acusados de estupro, abuso sexual de menores, prostituição forçada e distribuição de pornografia. As informações são do The Guardian.

A corte na cidade de Freiburg ouviu que o abuso havia ocorrido por dois anos e a mãe ameaçou colocar seu filho em um orfanato se ele denunciasse isso. Ambos confessaram os crimes durante o julgamento.

Os abusos eram filmados e as imagens, distribuídas na darkweb, uma área da internet que está fora do alcance dos sites de busca convencionais e muito usada para práticas criminais. Acredita-se que os abusadores pagaram cerca  10.000 euros ( cerca de 40.000 reais) para praticar o crime.

O caso colocou em xeque as agências de assistência social. Christian, que já havia sido condenado por pedofilia, deveria ser proibido de ter contato com a vítima. O garoto chegou a ser removido da família em março do ano passado, mas uma corte local determinou o seu retorno semanas depois.

15 homens armados invadem edifício na Batista Campos

7 de agosto de 2018 at 12:37
15 homens armados invadem edifício na Batista Campos (Foto: Arte/DOL)

Imagens de câmeras de segurança instaladas nas proximidades do prédio devem ajudar nas investigações. (Foto: Arte/DOL)

A área é considerada nobre, na travessa São Pedro, no bairro de Batista Campos, mas nem assim a segurança é totalmente garantida. Por volta de 1 hora da madrugada de ontem, um edifício residencial foi invadido por 15 assaltantes fortemente armados. Segundo um morador do prédio, que pediu para não se identificar, o bando rendeu o porteiro que estava de plantão e invadiram o imóvel.

“Um deles ficou no portão com uma arma e aproveitaram para entrar no edifício”, disse o morador.

Ainda de acordo com o morador, os criminosos tinham como alvo um morador que morava no décimo andar do edifício, que teria uma grande quantia em dinheiro, de valor não especificado. O dinheiro estaria guardado no apartamento.

Ao mesmo tempo, antes de invadir a casa que pretendiam, os assaltantes adentraram nos demais imóveis que ficavam no décimo andar e aproveitaram para também para roubar os pertences dos moradores.

FUGA COMPLICADA
Apesar da situação amedrontadora, a fuga não foi fácil aos assaltantes. Segundo o morador, todos eles entraram ao mesmo tempo no mesmo elevador e ao chegar no primeiro andar, o equipamento despencou e foi direto ao fosso.

Apesar disso, o bando conseguir sair de dentro do elevador e fugiu nos veículos em que chegou ao edifício.

A Polícia Civil vai investigar o caso e deve solicitar as imagens de câmeras de segurança instaladas nas proximidades, já que o prédio invadido não possui o sistema.

(Alexandre Nascimento/Diário do Pará)