Popular Tags:

Mesmo após determinação da Justiça, ônibus não voltam a circular

20 de abril de 2018 at 18:02

Mesmo após determinação da Justiça, ônibus não voltam a circular (Foto: Ricardo Amanajás/Arquivo)

(Foto: Ricardo Amanajás/Arquivo)

Mesmo após a decisão do Tribunal Regional do Trabalho da 8ª Região que os rodoviários deveriam voltar a circular às 16 horas desta sexta-feira (20), até 17 horas os passageiros continuam não conseguindo pegar ônibus coletivos em Belém, Ananindeua e Marituba.

Alguns coletivos até tentaram circular na cidade, mas foram impedidos por manifestantes que chegaram a furar os pneus dos carros.

De acordo com a desembargadora do Trabalho Francisca Formigosa, a greve é abusiva e, caso os ônibus não voltem a circular, o sindicato receberá uma multa de 10 mil reais por dia.

A funcionária Pública Fátima Costa está há 40 minutos em uma para de ônibus na avenida Nazaré, porém ainda não conseguiu pegar um coletivo. “Eu achei que com a determinação da justiça os ônibus fossem voltar a circular e disse para meu marido que não precisava me buscar no trabalho. Mas até agora não vi passar nenhum”, conta.

De acordo com Sindicato dos Rodoviários de Belém ainda não tem nenhuma decisão sobre o retorno dos coletivos e, até 16h40, os coletivos não tinham saídos das garagens.

DOL tenta contato com o Sindicato dos Rodoviários de Ananindeua e Marituba.

(DOL)

 

Justiça determina que rodoviários voltem circular às 16 horas

20 de abril de 2018 at 15:00

Justiça determina que rodoviários voltem circular às 16 horas (Foto: Marco Santos/Diário do Pará)

(Foto: Marco Santos/Diário do Pará)

Tribunal Regional do Trabalho da 8ª Região determinou, na tarde desta sexta-feira (20), que a greve dos rodoviários de Belém, Ananindeua e Marituba é abusiva e que eles devem voltar a trabalhar a partir das 16 horas de hoje.

Em caso de descumprimento, o sindicato dos rodoviários e dos empresários podem pagar multa de 10 mil reais. A desembargadora autorizou os empresários a contratarem outros motoristas caso os rodoviários não cumpram a determinação.

Hoje é o segundo dia de greve da categoria, que paralisou 100% da frota de ônibus. Na manhã de hoje os rodoviários chegaram a interditar a rodovia BR-316, no município de Ananindeua, Região Metropolitana de Belém.

Os rodoviários devem se reunir para discutir a decisão da Justiça.

(DOL)

Motorista manda passageiros descerem de ônibus para evitar ataque; veja o vídeo

20 de abril de 2018 at 13:55

Motorista manda passageiros descerem de ônibus para evitar ataque; veja o vídeo (Foto: )

O segundo dia de greve dos rodoviários na Grande Belém foi marcado por protestos e ausência quase completa de ônibus nas ruas da Região Metropolitana. Os poucos coletivos que tentaram rodar foram alvos de protesto, muitos encerrando as atividades. Na rodovia BR-316, em Ananindeua, um motorista parou o veículo no meio do trajeto e devolveu o dinheiro dos passageiros, para evitar se alvo de ataques. Confira:

(DOL)

Joesley afirma que pagava mesada de R$ 50 mil para Aécio por meio de rádio

20 de abril de 2018 at 08:49

Acusação consta de complemento da delação premiada entregue pelo dono da JBS à PGR

 Reynaldo Turollo Jr.Camila Mattoso
Folha de S. Paulo
BRASÍLIA

O empresário Joesley Batista afirmou à Procuradoria-Geral da República que pagou R$ 50 mil por mês a Aécio Neves (PSDB-MG), ao longo de dois anos, por meio de uma rádio da qual o senador era sócio.

Os pagamentos, de acordo com Joesley, foram solicitados diretamente pelo tucano em um encontro no Rio, no qual Aécio disse que usaria o dinheiro para “custeio mensal de suas despesas”, segundo palavras do empresário da JBS.

Joesley entregou aos procuradores 16 notas fiscais emitidas entre 2015 e 2017 pela Rádio Arco Íris, afiliada da Jovem Pan em Belo Horizonte. A JBS figura nas notas como a empresa cobrada.

Folha teve acesso ao relato, que está em um dos anexos da colaboração do empresário entregue à PGR em 31 de agosto do ano passado, em material complementar à primeira leva, de maio –que atingira o presidente Michel Temer e também Aécio.

As notas fiscais têm como justificativa a prestação de “serviço de publicidade” e trazem a descrição de que o valor mensal era de “patrocínio do Jornal da Manhã”, um dos programas da rádio.

Pela soma das notas fiscais, a JBS pagou à rádio da família de Aécio R$ 864 mil.

Reportagem da Folha de 13 de março revelou que Aécio vendeu suas cotas da rádio Arco Íris para Andrea Neves, sua irmã, por R$ 6,6 milhões em setembro de 2016.

Nas declarações de Imposto de Renda do tucano, obtidas pela PGR mediante quebra de sigilo autorizada pelo Supremo, o valor declarado das mesmas cotas em 2014 e 2015 foi de R$ 700 mil. Com o negócio com a irmã, o patrimônio declarado de Aécio chegou a R$ 8 milhões em 2016.

No relato aos procuradores, Joesley disse não saber se algum serviço de publicidade foi de fato prestado pela rádio Arco Íris, mas reforçou que o objetivo dele foi repassar os R$ 50 mil mensais a fim de manter um bom relacionamento com o senador, que tinha sido candidato à Presidência em 2014 e poderia voltar a ser em 2018.

As notas fiscais mencionam o valor de R$ 54 mil, mas no anexo à PGR Joesley cita R$ 50 mil —ele não esclarece se a diferença era imposto a ser abatido para repassar o valor exato que teria sido solicitado pelo tucano.

Acompanham as notas fiscais os respectivos comprovantes de pagamentos, feitos via transferência eletrônica ou boleto bancário.

Os pagamentos saíram da conta da JBS S.A. direto para a da Rádio Arco Íris Ltda., que fica na agência número 0925 do banco Itaú, localizada na Savassi, bairro nobre de Belo Horizonte.

O primeiro pagamento registrado é de julho de 2015, mais de um ano depois do início da Operação Lava Jato. O último, de junho de 2017. À época, a delação da JBS já tinha vindo a público e Andrea e o primo, Frederico Pacheco, já tinham sido presos.

Os dois foram detidos em maio e soltos pelo STF no mês seguinte em razão do episódio em que Aécio foi gravado por Joesley pedindo R$ 2 milhões. Parte desse montante foi entregue ao primo do tucano em dinheiro vivo, em uma ação filmada pela PF.

Aécio, a irmã, o primo e um assessor de um senador aliado tornaram-se réus no STF na última terça (17), sob acusação de corrupção passiva nesse caso. A defesa diz que os R$ 2 milhões eram um empréstimo pedido a Joesley, que induziu o tucano a receber em dinheiro vivo.

Para a defesa, houve um flagrante armado por Joesley e membros da Procuradoria em março de 2017. O material da mesada entregue aos procuradores indica que empresário e senador tinham relação anterior à delação.

OUTRO LADO

O advogado de Aécio Neves, Alberto Toron, disse, por meio de nota, que Joesley Batista se aproveita de uma “relação comercial lícita” para “forjar mais uma falsa acusação”.

Ele confirmou a relação financeira entre JBS e a rádio Arco Íris e negou que o senador, ao contrário do que diz Joesley, tenha solicitado os recursos para despesas pessoais.

“O senador jamais fez qualquer pedido nesse sentido ao delator, da mesma forma que, em toda a sua vida pública, não consta nenhum ato em favor do grupo empresarial.”

De acordo com o advogado, a prova de que a relação com a rádio era legal é que o contrato com a JBS foi mantido normalmente até o encerramento, quando a delação de Joesley já tinha sido feita.

“Ao dar início à negociação de acordo de delação, delatores se comprometem a suspender qualquer prática irregular”, afirmou.

Segundo Toron, o relato é mais uma demonstração de má-fé e desespero do delator. “A afirmação do delator de que não sabia se os serviços teriam sido prestados demonstra o alcance da sua má-fé, já que bastaria uma consulta ao setor de comunicação das suas empresas para constatar que os serviços foram correta e efetivamente prestados”, disse.

“A falta de credibilidade e as sucessivas mentiras e omissões praticadas pelo delator levaram a PGR a pedir a rescisão dos benefícios de sua delação e contribuem para desqualificar mais uma mentira desse cidadão”, afirmou.

Procurada, a rádio Arco Iris se disse “surpresa” com o relato de Joesley por tentar “dar caráter político a uma relação estritamente comercial, comprovadamente correta, legal e legítima na prestação de serviços publicitários”.

De acordo com a empresa, a relação com a JBS está documentada por trocas de e-mails com tratativas com os setores de marketing de marcas do grupo de Joesley, como Vigor, Itambé e Seara.

A rádio enviou à Folha cinco comerciais veiculados na grade de programação. Segundo a emissora, esses foram os localizados. A rádio diz que um mesmo material pode permanecer meses no ar. Afirmou ainda que há campanhas promocionais “gravadas com a voz do locutor da rádio”.

‘BBB18’: Gleici é vencedora da final com 57,28% dos votos

20 de abril de 2018 at 07:51

Estudante acreana levou o prêmio de R$ 1,5 milhão e superou Kaysar, com 39,33%, e a Família Lima, com 3,39%.

Por G1

Gleici na final do 'BBB18' (Foto: TV Globo)

Gleici na final do ‘BBB18’ (Foto: TV Globo)

Gleici venceu a final do “Big Brother Brasil 18” nesta quinta-feira (19) e levou para casa o prêmio R$ 1,5 milhão. Com 57,28% dos votos, a estudante de psicologia acreana, de 22 anos, superou o sírio Kaysar, que teve 39,33%.

A Família Lima, formada por Ayrton e Ana Clara, completou a final e ficou em terceiro, com 3,39% dos votos.

Além da participação de todos os integrantes dessa edição, a final contou com shows de Projota, Ferrugem, Maiara e Maraisa e Paulo Ricardo.

Paysandu e Londrina duelam para confirmar bom início na Série B

20 de abril de 2018 at 07:41

Paysandu e Londrina duelam para confirmar bom início na Série B (Foto: Divulgação)

(Foto: Divulgação)

Nesta sexta-feira, o Paysandu recebe o Londrina em duelo celeste no Estádio da Curuzu, em Belém do Pará. Em jogo válido pela segunda rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, as duas equipes tentam manter o bom início na competição após vencerem em suas respectivas estreias, contra Ponte Preta e Boa Esporte. O apito inicial está programado para as 21h30 (no horário de Brasília).

Autor de dois gols nos últimos dois jogos e artilheiro do Paysandu na temporada, o atacante Cassiano vive grande fase e admite que a pressão só aumentará na sequência do campeonato. Para ele, assim como as atuações individuais, quanto mais o time se destaca, mais visado fica pelos adversários.

“Quanto mais aparece, mais vai ter marcação, vai ser mais complicado não só comigo, como com o time todo. Talvez a Ponte não esperasse o nosso time do jeito que foi e eles acabaram surpreendidos. Isso acontece. Só o Cristiano Ronaldo consegue fazer gol todo jogo hoje em dia e às vezes nem ele consegue. Graças a Deus estou vivendo um momento bom, mas a gente sabe que o importante é a ajudar a equipe, fazendo gols ou não, sair vitorioso é o que importa”, afirmou.

Dado Cavalcanti não deve manter a escalação inicial do Papão que venceu a Macaca no Moisés Lucarelli, em Campinas.

Zagueiro Luizão deve iniciar a partida pelo Londrina (Foto: Gustavo Oliveira/Londrina)

Se o time da casa vai com a equipe completa para a partida, não se pode dizer o mesmo dos visitantes. O Londrina chega cheio de desfalques a Belém do Pará e deve sofrer alterações em relação à vitória contra o Boa Esporte. Autor do gol e destaque da estreia, Dagoberto é um dos que não poderão ir a campo nesta sexta, após contundir a coxa esquerda. O goleiro César, os zagueiros Dirceu e Sílvio, os volantes Germano e Jardel e o atacante Keirrison, lesionados, estão em fase de transição e ainda não foram liberados pelo Departamento Médico. O lateral Igor Miranda e os volantes Anderson Leite e Romisson, por outro lado, continuam em recuperação.

Desta forma, há uma possibilidade do técnico Marquinhos Santos testar uma escalação com três zagueiros, recuando um volante entre os zagueiros Luizão e Lucas Costa, e liberando os laterais Reginaldo e Roberto.

“Essa formação me agrada, já joguei assim no Bahia e no Coritiba. O futebol moderno, principalmente europeu, tem tomado essa decisão de trabalhar com uma linha de três na defesa, não necessariamente com três zagueiros específicos. Gosto, me agrada. De repente, ao longo da temporada, pode ser uma postura que possamos ter, principalmente fora de casa”, destacou.

FICHA TÉCNICA
PAYSANDU X LONDRINA

Local: Estádio da Curuzu, em Belém do Pará (PA)
Data: 20 de abril de 2018, sexta-feira
Horário: 21h30 (Brasília)
Árbitro: Denis da Silva Ribeiro Serafim (AL)
Assistentes: Pedro Jorge Santos de Araujo (AL) e Rondinelle dos Santos Tavares (AL)

PAYSANDU: Renan Rocha; Edimar, Diego Ivo e Perema; Danilo Pires, Nando Carandina, Pedro Carmona e Mateus Muller; Mike, Moisés e Cassiano.
Técnico: Dado Cavalcanti

LONDRINA: Vagner, Reginaldo, Luizão, Lucas Costa e Roberto; Del’Amore (Leandro Almeida ou Matheus Olavo), Moisés e Dudu; Marcelinho, Wesley e Safira.
Técnico: Marquinhos Santos

Fonte: Gazeta Esportiva

 

Segundo dia sem ônibus em Belém, Ananindeua e Marituba

20 de abril de 2018 at 07:35

Segundo dia sem ônibus em Belém, Ananindeua e Marituba (Foto: Ricardo Amanajás)

O jeito tem sido recorrer a transportes alternativos (Foto: Ricardo Amanajás)

Terminou sem acordo a tentativa de negociação entre os trabalhadores rodoviários de Belém, Ananindeua e Marituba e o Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros (Setransbel). Por isso, nesta sexta-feira (20), 2 milhões de pessoas na Grande Belém permanecem sem o transporte para ir ao trabalho ou à escola. A audiência, intermediada pela desembargadora, Francisca Formigosa, foi realizada na tarde de ontem (20), na sede do Tribunal Regional do Trabalho (TRT). Diante do impasse, a greve geral da categoria continua e o caso deve ir para julgamento em sessão especializada na Justiça do Trabalho. Ainda não há data para o julgamento.

A pauta de reivindicação é composta por cinco itens, mas o impasse se deu, principalmente, em torno da exigência do ponto biométrico nos fins de linha. Segundo o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários de Ananindeua e Marituba (Sintram), Huellen Ferreira, somente a biometria pode garantir o cumprimento da jornada de trabalho.

A patronal não aceitou a reivindicação, alegando que não tem recursos para comprar os equipamentos. Os rodoviários também reivindicam redução da jornada de trabalho de 8 para 6 horas e reajuste salarial de 10%, em Belém, e de 5%, em Ananindeua e Marituba. Antes mesmo de a reunião começar, um grupo de rodoviários se concentrou em frente à sede do Tribunal e o trânsito precisou ser interditado durante toda a tarde. Após a reunião, os rodoviários de Ananindeua e Marituba decidiram realizar um protesto na BR 316, mas acabaram desistindo. Já os rodoviários de Belém decidiram somente continuar a greve.

A categoria não deve acatar a medida cautelar da justiça, que determinou a garantia de 80% da frota circulando. O Sintram afirma que recomenda o cumprimento da decisão, mas que a categoria está disposta a resistir. No ano passado, os rodoviários também não acataram decisão judicial e a multa foi cancelada no fim da greve.

PROPOSTA

Por meio de nota, o Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros (Setransbel) informou que uma das principais reivindicações dos rodoviários é a jornada de trabalho antiga, que é ilegal e foi reformada pelo Tribunal Regional do Trabalho da 8ª Região em 2017, em sentença normativa, ou seja, por força de lei. Ainda segundo a nota, o sindicato, garantiu as perdas salariais, oferecendo a reposição do índice inflacionário dos últimos 12 meses (INPC) para salário, ticket e clínica”.

“Informamos também que os rodoviários estão impedindo outros motoristas, que não são a favor da greve, de saírem com os ônibus da garagem”, conclui o Setransbel em nota.

Para quem encara as ruas, o jeito é recorrer aos alternativos, que faturam

Diferente da maioria das paradas do centro de Belém, o movimento já era bem mais intenso na parada que fica próximo ao Shopping Castanheira, no Entroncamento. Muitos passageiros permaneciam no local em busca de transporte já por volta das 10h30. Apesar da espera, apenas vans, mototáxis e ônibus ‘clandestinos’ faziam o transporte normalmente. A maioria das vans cobrava R$3, mesmo preço cobrado normalmente. O problema apontado pelo atendente Jorge Silva, 41 anos, é que os transportes alternativos não aceitam vale-transporte. “Eu só consegui sair da Cidade Nova 8 de carona até aqui no Entroncamento. Agora daqui eu não sei como eu vou fazer para chegar até a Presidente Vargas, onde trabalho.”

Jorge explica que deveria ter chegado no trabalho às 9h, mas já por volta das 10h30 ainda estava longe do destino. Ele esperava há 30 minutos por algum ônibus da linha regular para que conseguisse pagar a passagem com o vale-transporte, mas nenhum ainda havia aparecido. “Eu estou correndo o risco de perder o meu emprego”.

Enquanto, para os passageiros, a situação gerava preocupação, para quem trabalha com transporte alternativo a greve era vista com bons olhos. O mototaxista Clayton Farias, 32 anos, começou a rodar com passageiros desde as 5h e somente após as 10h conseguiu parar para descansar. “Agora é se preparar para o fim da tarde, quando vai ter muito passageiro de novo”, planejava, ao informar que uma corrida do Entroncamento até São Brás custava R$20.
Diretor de imprensa do Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários de Ananindeua e Marituba (Sintram), Antônio Melo afirmou que muitas empresas da RMB mantiveram as portas fechadas desde o início da manhã para que os rodoviários não entrassem, daí o não cumprimento de uma cota mínima de circulação dos ônibus. “Os rodoviários foram impedidos de entrar em várias empresas.”

(Leidemar Oliveira e Cintia Magno/Diário do Pará)

 

Fifa promove treinamento com VAR e árbitros aprovam uso da tecnologia

19 de abril de 2018 at 18:05

Fifa promove treinamento com VAR e árbitros aprovam uso da tecnologia (Foto: Divulgação)

(Foto: Divulgação)

A Fifa, entidade maior do futebol mundial, vem realizando treinamentos com vídeo-arbitragem em Florença, na Itália, com o objetivo de aumentar a familiarização de seus árbitros com a tecnologia, que já se faz presente em algumas das principais ligas do futebol internacional e estará na Copa do Mundo deste ano, na Rússia. Na última quinta-feira, as atividades foram abertas à imprensa.

O árbitro de vídeo ajudará os juízes que estiverem em campo a corrigirem suas decisões ou tomarem as decisões corretas em lances decisivos, como em marcação de gols em situação duvidosa, pênaltis, impedimentos e expulsões diretas. O processo pôde ser acompanhado pelos jornalistas, que viram de perto os dois lados da moeda.

“É normal quando você começa a usar algo novo e que não é bem conhecida por muitos. É normal que alguém possa ser cético quanto a isso. O que podemos dizer é que o objetivo é claro. O VAR pode evitar que grandes erros sejam cometidos, e esta é a intenção e algo que deve ser entendido por todos”, disse o ex-árbitro e atual presidente do Comitê de Arbitragem da Fifa, Pierluigi Collina.

O feedback dos juízes que têm sido preparados para utilizarem o VAR em jogos oficiais é, em sua maioria, positivo, como confirmam o holandês Björn Kuipers e o gambiano Bakary Papa Gassama, que participaram dos treinamentos de semana passada e estarão no Mundial da Rússia, que terá início no mês de junho.

“Estamos muito confortáveis para trabalhar como árbitro assistente de vídeo e com o VAR, pois a Fifa fez todo o possível para nos dar este grande e confiável sistema de VAR. Mas uma coisa é certa: o VAR não vai tirar todas as discussões do futebol. O VAR pode ser seu melhor amigo quando você perder uma situação crucial. Então, isto pode realmente ajudar você a corrigir este erro que você cometeu”, apontou Kuipers.

“Eu me sinto muito confortável de trabalhar com o VAR, porque a Fifa fez muitos seminários para nós com o treino do VAR, tanto dentro como fora de campo. Estamos muito, muito confortáveis. Nós também começamos na África. Estamos usando o VAR em algumas ocasiões, não em todas, mas especialmente em torneios. Eu me sinto muito confortável”, completou Gassama.

Fonte: Gazeta Esportiva

 

Casal homossexual é executado na frente da filha de dois anos

19 de abril de 2018 at 17:42

Casal homossexual é executado na frente da filha de dois anos (Foto: DOL)

(Foto: DOL)

uas mulheres foram mortas a tiros dentro da casa delas, no início da tarde desta quinta-feira (19), na rua Santa Clara, no bairro do Icuí-Guajará, em Ananindeua. A filha de uma delas, de dois anos, presenciou o crime.

De acordo com informações iniciais da Polícia Militar, o duplo homicídio ocorreu por volta das 13h30. As duas vítimas – identificadas como Ana Beatriz e Ana Clara, que seriam um casal – tiveram a casa invadida. O portão foi arrebentado, e elas foram mortas dentro do imóvel.

Segundo testemunhas, os responsáveis eram quatro homens que estavam dentro de um carro vermelho.

A menina, de apenas dois anos de idade, que presenciou a cena de violência, foi resgatado por policiais militares e encaminhada para o Conselho Tutelar.

(DOL com informações de Denilson D’Almeida/Diário do Pará)

Diretoria do Paysandu anuncia mudanças para resgate de meia-entrada

19 de abril de 2018 at 15:37

Diretoria do Paysandu anuncia mudanças para resgate de meia-entrada (Foto: Arquivo / Diário do Pará)

Bicolores podem apanhar ingressos até as 13h de amanhã para o jogo contra o Londrina-PR, pela Série B (Foto: Arquivo / Diário do Pará)

A greve dos rodoviários que atinge a capital paraense e região metropolitana nesta quinta-feira (19), causou mudanças para a entrega dos bilhetes de meia-entrada para o jogo entre Paysandu X Londrina-PR, nesta sexta-feira (19), pelo Campeonato Brasileiro da Série B.

Os ingressos serão entregues a partir de hoje, no horário de 14h às 18h na sede social do clube, no centro de Belém. Quem não puder apanhar seu bilhete até o fim da tarde, terá ainda a sexta-feira (20), no horário de 9h as 13h para garantir seu bilhete e ir para o jogo de amanhã, às 21h30 no estádio da Curuzu.

A medida visa ajudar os torcedores que moram distantes do centro da cidade e que não podem buscar o bilhete pela falta do transporte coletivo em Belém.

O jogo entre Papão e Tubarão será o primeiro do time bicolor dentro de casa na Segundona.

greve dos rodoviários que atinge a capital paraense e região metropolitana nesta quinta-feira (19), causou mudanças para a entrega dos bilhetes de meia-entrada para o jogo entre Paysandu X Londrina-PR, nesta sexta-feira (19), pelo Campeonato Brasileiro da Série B.

Os ingressos serão entregues a partir de hoje, no horário de 14h às 18h na sede social do clube, no centro de Belém. Quem não puder apanhar seu bilhete até o fim da tarde, terá ainda a sexta-feira (20), no horário de 9h as 13h para garantir seu bilhete e ir para o jogo de amanhã, às 21h30 no estádio da Curuzu.

A medida visa ajudar os torcedores que moram distantes do centro da cidade e que não podem buscar o bilhete pela falta do transporte coletivo em Belém.

O jogo entre Papão e Tubarão será o primeiro do time bicolor dentro de casa na Segundona.

(DOL)