Popular Tags:

Trump acusa Brasil e Argentina de desvalorizarem moedas e diz que vai restaurar tarifas sobre aço e alumínio

2 de dezembro de 2019 at 09:45

Por G1

Donald Trump, presidente dos EUA, na quinta-feira (21/11) — Foto: AP Photo/Steve Helber

Donald Trump, presidente dos EUA, na quinta-feira (21/11) — Foto: AP Photo/Steve Helber

O presidente dos Estados UnidosDonald Trump, acusou nesta segunda-feira (2), em uma rede social, Brasil e Argentina de desvalorizarem “maciçamente” suas moedas, e afirmou que vai reinstalar as tarifas de importação sobre o aço e o alumínio dos dois países.

“Brasil e Argentina têm presidido uma desvalorização maciça de suas moeda. O que não é bom para nossos agricultores”, escreveu Trump em uma rede social. Portanto, com efeito imediato, restaurarei as tarifas de todos os aços e alumínio enviados para os EUA a partir desses países”.

“O Federal Reserve [banco central dos EUA] deveria agir da mesma forma, para que países, que são muitos, não se aproveitem mais nosso dólar forte, desvalorizando ainda mais suas moedas. Isso torna muito difícil para nossos fabricantes e agricultores exportarem seus produtos de maneira justa”, disse ele.

Em agosto de 2018, Trump anunciou um alívio nas cotas de importação de aço e alumínio que excedam as cotas livres do pagamento das sobretaxas impostas pelo governo dos Estados Unidos em março do mesmo ano. A decisão de flexibilizar a tarifa atingiu as cotas de aço da Coreia do Sul, Brasil e Argentina e do alumínio da Argentina.

Desde então, as empresas americanas que comprarem aço do Brasil não precisavam pagar 25% a mais sobre o preço original, caso comprovem falta de matéria-prima no mercado interno.

Musa do Flamengo comemora títulos com ensaio; imagens+18

30 de novembro de 2019 at 17:39

Redação DOL

A modelo Júlia Katerine, Musa do Flamengo é só alegria após as conquistas do seu time. É que o seu time de coração se sagrou campeão da Libertadores da América no sábado e já no dia seguinte, também do Brasileirão, após a derrota do rival Palmeiras, único time que ainda poderia alcançar o número de pontos do time carioca.

A Musa infelizmente não pôde ir ao estádio acompanhar o time na final da Libertadores devido aos compromissos como Musa do Brasileirão representando o Flamengo. No sábado aconteceu o desfile final para coroação das Musas em um evento em São Paulo. Mas isso não impediu a Musa Rubro-negra de acompanhar cada segundo e vibrar com cada lance, uma vez que o jogo foi transmitido no telão do evento. Já no dia seguinte, após a derrota do time paulista, a Musa comemorou mais um título, dessa vez do Brasileirão.

“É muita emoção. Somos o único time desde o Santos do Pelé a ganhar os dois campeonatos (a Libertadores e o Brasileirão) no mesmo ano. Sou uma Musa pé quente.” Sobre a energia para comemorar dois títulos consecutivos a Musa foi ousada: “Claro que tenho energia. Tenho de sobra! Comemorar em dose dupla é sempre mais gostoso!”, disparou após saber da derrota do palmeiras. O Musa do Brasileirão elegeu as 20 Musas dos times da série A.

Gilmar Mendes revoga decisão que paralisou investigação sobre Flávio Bolsonaro

30 de novembro de 2019 at 10:13

Por Mariana Oliveira, TV Globo — Brasília

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), revogou na noite desta sexta-feira (29) decisão de setembro que suspendeu as investigações que corriam no Rio de Janeiro sobre suspeitas envolvendo o senador Flávio Bolsonaro. Com isso, o Ministério Público do estado do Rio poderá retomar a apuração.

A investigação sobre Flávio Bolsonaro e seu ex-motorista Fabrício Queiroz foi iniciada a partir de relatórios do antigo Coaf, atual Unidade de Inteligência Financeira (UIF). A suspeita é de prática de “rachadinha”, quando funcionários devolvem parte dos salários, na época em que o senador era deputado estadual.

O Supremo havia derrubado na quinta-feira (28) liminar (decisão provisória) que paralisava todos os procedimentos no país que compartilharam dados detalhados de movimentações bancárias consideradas suspeitas.

A revogação da liminar foi consequência do julgamento que autorizou a Receita Federal a compartilhar, sem necessidade de autorização judicial, informações bancárias e fiscais sigilosas com o Ministério Público e as polícias. Essas informações incluem extratos bancários e declarações de Imposto de Renda de contribuintes investigados.

Mas, no caso de Flávio, havia uma segunda decisão de Gilmar Mendes paralisando a apuração. Na prática, a decisão sobre Flávio também cairia com o julgamento desta semana, mas o ministro tornou isso oficial em nova decisão.

“No âmbito da Sessão de Julgamento de 28.11.2019, o Plenário do STF, por unanimidade, determinou a revogação da decisão proferida pelo eminente Ministro Dias Toffoli nos autos do RE 1.055.941, a qual, com fundamento no art. 1.035, § 5o, do Código de Processo Civil, determinara a suspensão nacional dos inquéritos e processos judiciais relacionados ao Tema. (…) Portanto, considerando que a decisão paradigma que estaria sendo descumprida pelo ato reclamado não mais subsiste, não há que se falar em violação à autoridade desta Corte, apta a ensejar o cabimento da presente reclamação”, diz Gilmar Mendes na nova decisão.

Caso de Flávio

No caso do senador, o conselho identificou uma movimentação suspeita de R$ 1,2 milhão na conta de Fabrício Queiroz e também na conta de Flávio Bolsonaro – em um mês, foram 48 depósitos em dinheiro, no total de R$ 96 mil, de acordo com o Coaf.

De acordo com o Coaf, nove funcionários do gabinete de Flávio Bolsonaro na Alerj transferiam dinheiro para a conta de Fabrício Queiroz em datas que coincidem com as datas de pagamento de salário.

Em maio, a TV Globo teve acesso ao pedido de quebra de sigilo bancário e fiscal de Flávio e de outras 94 pessoas e empresas ligadas ao senador do PSL.

No documento, o Ministério Público do Rio afirma que encontrou indícios de organização criminosa, lavagem de dinheiro e peculato no gabinete do filho de Bolsonaro na época em que ele era deputado estadual. O senador foi deputado estadual no Rio por quatro mandatos consecutivos.

Expectativa de vida no Brasil sobe para 76,3 anos

28 de novembro de 2019 at 09:34

Agência Brasil

Dados de pesquisa foram antecipados no Diário Oficial da União.

Dados de pesquisa foram antecipados no Diário Oficial da União. | Marcelo Camargo/Agência Brasil

A expectativa de vida ao nascer no Brasil subiu para 76,3 anos em 2018, segundo informações divulgadas nesta quinta-feira (28) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Em 2017, a expectativa de vida era de 76 anos, ou seja, aproximadamente três meses a menos do que em 2018.

A pesquisa Tábua de Mortalidade 2018 só será divulgada às 10h, mas as informações básicas da pesquisa já foram antecipadas no Diário Oficial da União de hoje.

Congresso derruba sete vetos presidenciais sobre lei dos partidos

27 de novembro de 2019 at 16:28

Por Fernanda Calgaro e Elisa Clavery, G1 e TV Globo — Brasília

O Congresso Nacional derrubou, nesta quarta-feira (27), sete e manteve um dos 45 dispositivos vetados pelo presidente Jair Bolsonaro à lei que altera as regras para partidos políticos e para eleições, sancionada no dia 27 de setembro.

A votação ocorreu por meio de cédula eletrônica. Os demais 37 dispositivos vetados da lei ainda serão definidos em votações separadas com registro de voto no painel.

A sessão, porém, acabou sendo adiada para a próxima terça-feira (3). Havia um acordo entre quase todos os partidos – incluindo PL, PP e Republicanos – para derrubar os vetos na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) e, assim, liberar crédito para vários órgãos. O dinheiro seria destinado, por exemplo, à conclusão de obras e programas sociais.

Os deputados votaram conforme o acordo, rejeitando os vetos, mas os senadores os mantiveram. Para um veto ser derrubado, ele precisa ser rejeitado pelas Câmara e pelo Senado.

Diante do impasse e do resultado diferente do acordado, os partidos decidiram adiar a sessão e o governo se comprometeu a enviar um projeto de lei liberando esse crédito e que será votado na semana que vem.

Destaques

Em linhas gerais, esses dispositivos da legislação eleitoral que ainda serão analisados tratam de propaganda partidária em rádio e TV, pagamento de multa com fundo partidário e prazo para aplicação da inelegibilidade de candidatos.

Entre os sete pontos que tiveram o veto derrubado e agora passam a valer está o que permite que os partidos possam emitir passagens aéreas para não-filiados em eventos relacionados à sigla – como congressos, reuniões, convenções ou palestras.

Outro item que passa a ter validade é a mudança na regra sobre a composição do valor do fundo eleitoral usado para o financiamento de campanhas.

Com isso, vale a proposta aprovada inicialmente pelo Congresso, que prevê que o valor do fundo deve ser estabelecido por projeto de lei de Orçamento da União e será formado a partir do percentual do total de emendas de bancada cuja execução é obrigatória. Atualmente, o fundo é composto por, pelo menos, 30% dos recursos destas emendas.

Veto mantido

O único dispositivo que teve o veto mantido, por enquanto, é o que proíbe que partidos apresentem prestações de contas à Justiça Eleitoral em qualquer sistema disponível no mercado – o que havia sido criticado por especialistas por prejudicar a transparência na fiscalização.

Assessoria de Gugu denuncia golpe no velório do apresentador

27 de novembro de 2019 at 11:58

FOLHAPRESS

A assessoria de familiares de Gugu Liberato informou que um homem está tentando se passar por organizador do velório do apresentador e entrando em contato com vários artistas, mas ele não tem qualquer ligação com a família e está passando notícias falsas sobre o assunto.

“Peço a todos a gentileza de informar que não existe ninguém organizando o velório e convidando artistas para falar com a família. A família não tem condição de falar com ninguém”, disse a assessora Esther Rocha.

Segundo ela, o homem identificado como Júnior liga para celebridades e afirma que a mãe do apresentador gostaria de falar com elas, o que não é verdade. Rocha afirmou também que são estudadas medidas legais para impedir a ação deste homem.

A assessoria informou que a data e o horário do velório ainda não estão confirmados. Segundo nota encaminhada na segunda (25), a previsão é que o corpo do apresentador chegue ao Brasil na quinta-feira (28).

O velório do comunicador acontecerá na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo e será aberto ao público. O sepultamento vai acontecer no jazigo da família no Cemitério Getsêmani do Morumbi, em São Paulo.

Atendendo a um pedido de Gugu, a família autorizou a doação de todos os órgãos do apresentador. Antes do procedimento cirúrgico a família pediu que fosse lido um texto escrito em primeira pessoa em memória de Liberato.

MORTE DE GUGU

Gugu Liberato, 60, teve a morte anunciada na última sexta-feira (22). Ele morreu em um hospital em Orlando, no estado americano da Flórida, onde estava internado desde a quarta anterior (20). O apresentador, que morava em um condomínio nos arredores da cidade, caiu de uma altura de quatro metros, quando fazia um reparo no ar-condicionado instalado no sótão.

Gugu foi encaminhado a um hospital Orlando Health Medical Center. Devido à gravidade de seu estado, não foi indicado qualquer procedimento cirúrgico. Durante o período de observação, foi constatada a ausência de atividade cerebral, segundo a nota de falecimento, que não especifica a data exata da morte.”Nosso Gugu sempre viveu de maneira simples e alegre, cercado por seus familiares e extremamente dedicado aos filhos. E assim foi até o final da vida, ocorrida após um acidente caseiro”, escreveu a família, em nota. Ainda não há detalhes sobre o traslado do corpo para o Brasil.

Gugu Liberato deixa a mulher, Rose Miriam, e três filhos: João Augusto, de 18 anos, e as gêmeas Marina e Sofia, de 15.

Sem base no Congresso, Bolsonaro sofre derrotas inéditas em decretos, vetos e MPs

25 de novembro de 2019 at 11:30

Por Gerson Camarotti

Comentarista político da GloboNews, do Bom Dia Brasil, na TV Globo, e da CBN. É colunista do G1 desde 2012

Neste primeiro ano de governo, Jair Bolsonaro já é o presidente da República com o maior número de iniciativas do Executivo derrubadas pelo Congresso Nacional, como medidas provisórias, vetos e decretos.

A avaliação de líderes ouvidos pelo blog é que, ao optar por não formar um governo de coalização, Bolsonaro reforçou a posição de independência do Legislativo.

Alguns deputados e senadores já classificam o momento como uma espécie de “parlamentarismo branco”.

“Apesar de o Congresso ter aprovado a reforma da Previdência e ter blindado a agenda econômica, nos demais temas de proposição do Executivo há uma independência. Essa pauta de costumes, por exemplo, está fora do nosso radar”, resumiu ao blog um integrante da cúpula da Câmara.

Pará: Universitário casou pela manhã e morreu após gol que rendeu título ao Flamengo

24 de novembro de 2019 at 15:45

Alessandra Gonçalves/RBATV

O que seria um dia de alegria para a família do estudante universitário Bruno Rodrigues Feitosa, de 23 anos, se transformou em tristeza e comoveu Marabá, no Sudeste paraense.

O jovem havia se casado pela manhã, durante um casamento comunitário de 550 casais, realizado no Centro de Eventos da Igreja Assembleia de Deus, no município e sofreu um infarto, enquanto comemorava o segundo gol do time de coração.

O jovem e a esposa Ana Carolina Fernandes estavam acompanhando a transmissão da final da Taça Libertadores da América entre Flamengo e River Plate, na Praça São Félix de Valois, na Marabá Pioneira, onde foram disponibilizados telões. Dezenas de torcedores se concentravam no local.

Segundo informações apuradas, o jovem, que ainda usava a camisa do casamento, se sentiu mal no momento em que o time confirmava a vitória por 2 a 1 contra o River Plate e garantia o título.

Nesse momento, muitas pessoas que estavam na praça tentaram ajudá-lo abanando com bandeiras e o som foi interrompido. Uma ambulância do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foi acionada e tentou reanimá-lo, mas o jovem não resistiu e veio a óbito ainda no local.

Bruno Rodrigues Feitosa cursava Letras na Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa) e deixa esposa e uma filha pequena.

Família de Gugu Liberato chama médico brasileiro para ajudar apresentador

22 de novembro de 2019 at 19:06

Redação

DOL

Um médico brasileiro, chamado pela família de Gugu Liberato, embarcou em direção a Orlando, nos Estados Unidos, para dar suporte no atendimento do apresentador, que sofreu uma queda nesta quarta-feira (20), em sua casa no estado americano da Flórida, e precisou ser internado.

Durante a tarde de quinta (21), colunistas e portais de notícia chegaram a dar como certa a sua morte.

De acordo com comunicado de sua assessoria de imprensa, Gugu está na unidade de terapia intensiva de um hospital local, em observação. A nota ainda afirma que é falsa a informação de que ele teria morrido.

“As informações que circulam sobre uma suposta morte do apresentador são inverídicas”, diz a nota.

Atualmente, Gugu apresenta o reality show Canta Comigo, na Record.

 

Relator diz que vai propor mudanças em projeto do governo que altera Código de Trânsito

22 de novembro de 2019 at 10:14

Por Fernanda Vivas e Zileide Silva, TV Globo — Brasília

O relator da proposta que altera o Código de Trânsito Brasileiro, deputado Juscelino Filho (DEM-MA), disse que vai propor em seu relatório, que deve ser protocolado na próxima terça-feira (26), uma série de mudanças na proposta original do governo, apresentada em junho.

Entre os pontos alterados está o que trata do uso da cadeirinha no transporte de crianças. O texto do governo previa mudança na punição pelo transporte irregular de crianças, de multa e retenção do veículo para advertência. O relator retirou a possibilidade de advertência nesses casos e propõe ampliar o uso da cadeirinha.

O deputado propõem ainda novas regras para o sistema de pontos por conta de multas de trânsito e nas normas para a renovação da Carteira Nacional de Habilitação.